Sábado, 14 de Agosto de 2010
o Feijoeiro Mágico...

Há 6 semanas atrás, Bebé jogava na II Divisão B e vivia na Casa do Gaiato.

Foi nessa altura que Manuel Machado e a Direcção do Vitória semearam este feijãozinho que foram buscar a essa casa.

Quando lhe perguntaram se algum dia tinha sonhado com uma ascenção tão rápida até um dos maiores clubes do futebol português, afirmou no seu jeito engraçado (com voz de Olavo Bilac e com muitos pás à mistura) que sim, que estava perfeitamente consciente do seu valor, e que chegava mesmo a Guimarães com a firme intenção, não de ser emprestado, não de ser suplente, mas sim com a convicção de que iria conquistar o seu lugar na equipa principal.

A grande maioria dos vitorianos (eu incluído) sorriu com o desplante deste miúdo de 19 anos, acabadinho de sair dos cueiros da Casa do Gaiato, e ainda a tresandar a leite.

A verdade é que não foi necessário mais do que alguns (poucos) dias, para que ganhasse a simpatia e a confiança dos mais cépticos (eu incluído)... e conquistasse o tal lugar na equipa principal.

O pé de feijão crescia a uma velocidade estonteante, era um verdadeiro feijoeiro mágico.

A qualidade do seu futebol levou a que a Direcção lhe triplicasse o vencimento, comprasse os restantes 30% do seu passe, e fixasse a cláusula de rescisão nos 9 milhões de euros.

E em bom tempo isso aconteceu... porque nestas mesmas 6 semanas, o futebol de Bebé não passava despercebido nem ao Real Madrid nem a Carlos Queirós que rapidamente o aconselhou a Alex Ferguson.

Nesta altura, o feijoeiro mágico já tinha chegado ao Santiago Bernabeu e a Old Trafford, e o impensável acabou mesmo por acontecer - o Manchester United adiantou-se ao Real Madrid e pagou ao Vitória a nova cláusula de rescisão, levando Bebé para terras de Sua Majestade.

Agora, perguntam-lhe quais são as suas expectativas em Old Trafford, e Bebé diz, no mesmo jeito engraçado, que quer ser como Nani e Cristiano Ronaldo.

A verdade é que, hoje, já sou eu quem não consegue ter o desplante de sorrir com as palavras do gaiato.

Se ele o diz, quem sou eu para duvidar...

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no Depois Falamos)




publicado por Miguel Salazar às 00:02
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

2 comentários:
De luis cirilo a 15 de Agosto de 2010 às 12:45
É!
Com este Bébé mais vale esperar para ver.
TEm uma enorme capacidade de nos surpreender positivamente


De Miguel Salazar a 15 de Agosto de 2010 às 18:02
O que eu lhe desejo mesmo é que seja muito feliz nesta sua nova aventura, e que seja capaz de conservar a humildade que mostrou até hoje...


Comentar artigo

procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

Pois é, Pedro...

Socratis sinistrus...

o "álb'oon" em destaque (...

o "álb'oon" em destaque (...

VAR - Video And Rescue...

Eh pá... Criem-na lá !...

O senhor Júlio vai à Rádi...

O senhor Júlio e o amigo ...

Contas de Merceeiro...

Esse Mito Urbano chamado ...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas