Sábado, 19 de Março de 2011
Mimilu, Kikamilu e Iwamilu…

No Santuário japonês de Toshogu, em Nikko, existe um conjunto de oito painéis, esculpidos em madeira, que decoram Shinyosha - o Estábulo Sagrado.

O mais famoso de todos é o painel com os Três Macacos Sábios. Cada macaco toma uma atitude diferente: a de não olhar (olhar+não =miru+zaru = mizaru), a de não ouvir (ouvir+não = kiku+zaru = kikazaru), e a de não falar (falar+não = iu+zaru= iwazaru).

O sentido literal de cada um destes três nomes foi distorcido por um trocadilho da língua japonesa, decorrente da homofonia entre o som do sufixo verbal de negação -zaru, e o som da palavra saru, que significa macaco.

É deste modo que os nomes são dados aos macacos sábios, e que assumem assim outros sentidos, respectivamente, o daquele que cobre os olhos, do que tapa os ouvidos e o daquele que fecha a boca.

Mizaru, kikazaru e iwazaru, corporizam um provérbio que diz “não vejas o mal, não ouças o mal, e não fales o mal”.

Julga-se que este provérbio tenha tido a sua origem no Código de Conduta de Confúcio, e supõe-se que os painéis tenham sido levados para o Japão por um Monge Budista chinês, no século VIII.

 

 

Emílio Macedo tem sido vítima da incompreensão da massa associativa, mas a sua postura de absoluto silêncio poderá muito bem estar relacionada com uma profunda interiorização da cultura e da filosofia orientais, que se supõe que Milo terá adquirido durante as negociações para a transferência de Miljan Mrdakovic (e mais recentemente de Ricardo), para os chineses do Shandong Luneng.

Orientará Emílio Macedo, desde então, a sua vida segundo os cânones da filosofia oriental?

 

Será por isso que se recusa a ver as arbitragens habilidosas que semanalmente tanto vão prejudicando o nosso clube?

Será por isso que se recusa a ver as demonstrações de violência gratuita, com que as forças policiais vão maltratando a nossa massa associativa, e que indiscriminadamente é perpetrada sobre idosos, mulheres e até crianças?

Será por isso que se recusou a ver a humilhação a que os vitorianos foram submetidos na visita do ano passado ao estádio do Dragão?

Será que se recusa a ver tudo isto, para que não possa... ver o "mal"?

 

Será por isso que se recusa a ouvir as declarações dos treinadores estarolas que inventam as mais esfarrapadas desculpas, e que lançam as mais infundadas suspeições, nas derrotas que invariavelmente têm sofrido em Guimarães?

Será por isso que se recusa a ouvir as ignóbeis acusações de um Presidente (que ele julga ser seu amigo) que tem o descaramento de acusar a Direcção do Vitória de incitar à violência, a sua massa associativa?

Será que se recusa a ouvir tudo isto, para que não possa... ouvir o "mal"?

 

Será por isso que se recusa a abrir a boca para defender a honra e o bom nome, tanto do clube, como da sua massa associativa?

Será que se recusa a falar, para que não possa... falar o "mal"?

Ou será apenas pelo facto de que, não vendo e não ouvindo esse "mal", também não terá motivos para falar dele?

 

Será que temos sido assim tão injustos com o nosso Presidente?

Ter-se-á ele mesmo convertido à filosofia oriental?

Se assim for, e porque estamos a falar do nosso Honorável Presidente (e não de simples macacos), então será mais correcto falarmos, não de um único Milo, mas antes dos seus três alter ego, os Três Milos Sábios: mimilu, kikamilu e iwamilu

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 20:12
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

5 comentários:
De luis cirilo a 19 de Março de 2011 às 23:03
Nem sei de que gosto mais. Se do cartoon se do texto.
Ambos estão magnificos.


De Miguel Salazar a 19 de Março de 2011 às 23:58
Muito obrigado.
Mas diz-me lá se este não é um cartoon intemporal?
Se não é esta a história de toda a presidência de EMS (da primeira e desta)?
A história de um Presidente autista...


De José Rialto a 20 de Março de 2011 às 22:38
Muito obrigado, Luís Cirilo.
A sua dúvida envaidece-me...


De anónimo a 21 de Março de 2011 às 10:37
Temos que ajudar o nosso honorável presidente a gozar uma merecida reforma destas lides cansativas.
Aí já pode dar largas à filosofia oriental.
Entretanto, que deixe este combate desportivo para quem está disposto a lutar.


De Miguel Salazar a 21 de Março de 2011 às 20:25
É bem verdade, meu caro.
Há pessoas para quem estar calado, sem ver e sem ouvir, é extremamente cansativo.
Para mim, cansativo é continuarmos a estar reféns desta Direcção e da sua incompetência...


Comentar artigo

procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

Socratis sinistrus...

o "álb'oon" em destaque (...

o "álb'oon" em destaque (...

VAR - Video And Rescue...

Eh pá... Criem-na lá !...

O senhor Júlio vai à Rádi...

O senhor Júlio e o amigo ...

Contas de Merceeiro...

Esse Mito Urbano chamado ...

Esse Mito Urbano chamado ...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas