Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2012
Velhas Glórias Vitorianas (9) - Vítor Paneira …

Vítor Manuel da Costa Araújo nasceu em Calendário (Famalicão), a 16 Fevereiro 1966.

Vítor Paneira, nome com que ficou conhecido para o futebol, iniciou a sua carreira no Famalicão, onde fez toda a sua formação.

Depois de 2 épocas na equipa sénior do Famalicão, passou pelo Vizela, chegando ao Benfica na época de 1988/1989.

Esteve ao serviço dos encarnados durante 7 temporadas, até que em 1995/1996 veio para Guimarães.

Esteve 4 épocas ao serviço do Vitória, período durante o qual marcou 7 golos.

Terminou a sua carreira de futebolista ao serviço da Académica, em 2000/2001.

Foi internacional português em 44 ocasiões, durante as quais marcou 4 golos.

Esta caricatura de Vítor Paneira refere-se à época de 1995/1996.

 

Como treinador, Vítor Paneira iniciou a sua actividade no Serzedelo, seguindo-se depois o Ribeirão, em 2002/2003, onde se manteve durante 4 temporadas.

Em 2005/2006 orientou o Moreirense e o Marco.

Depois, passou pelo Vila Meã, Famalicão, Boavista e Gondomar.

Em 2011/2012, assinou pelo Tondela, conduzindo-o de imediato à Segunda Liga, onde ainda se encontra na corrente temporada…

 

O “alter ego“ de Vítor Paneira é uma Velha Glória do blogue D. Afonso Henriques. A sua estreia aconteceu no dia 10 de Abril de 2006…

 

Fernão Rinada

 

(referências biográficas e fotográficas: Glórias do Passado, Wikipédia e livro "86 ANOS DE HISTÓRIA DO VITÓRIA SPORT CLUBE",  de Custódio Garcia)

(caricatura publicada no Dom Afonso Henriques)



publicado por Miguel Salazar às 20:12
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 4 de Outubro de 2012
"Liédson resolvia"...

Ponta-de-lança brasileiro, defendeu as cores do Sporting durante 8 épocas (entre 2003/2004 e 2010/2011).

Em 2004/2005, foi o melhor marcador do Campeonato Nacional (Liga), com 35 golos, e o segundo melhor da Taça UEFA, com 9.

Em 2006/2007, voltou a conquistar a Bola de Prata, desta feita com apenas 15 golos.

Liédson foi a solução para tantos jogos, que ficou célebre a frase "Liédson resolve".

A carreira do "Levezinho" tem várias curiosidades, sendo uma das mais interessantes o facto de ter marcado o 100º golo, em Portugal, no decurso do seu 250º jogo pelo Sporting.

Em Agosto de 2009, com quase 32 anos de idade, naturalizou-se português para poder representar a Selecção Nacional no Campeonato do Mundo de 2010, na África do Sul, onde marcou um golo, contra a Coreia do Norte.

Ao serviço da Selecção Nacional, jogou um total de 14 partidas, durante as quais marcou 4 golos.


ACTUALIZAÇÃO (em 9 Outubro 2012)

Que falta faz Liédson a este Sporting que até hoje, em 6 jornadas, apenas venceu uma partida, em Alvalade, contra o Gil Vicente, por 2-1, e com o golo da vitória a ser marcado a 5´do fim...


Fernão Rinada




publicado por Miguel Salazar às 14:58
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2011
Velhas Glórias Vitorianas (6) - Paquito …

Francisco José Costa Saura nasceu em Vila do Conde, no dia 11 de Setembro de 1960.

Paquito”, como ficou mais conhecido no meio desportivo, é o mais velhos dos três irmãos Saura, que fizeram carreira no futebol. Todos fizeram a sua formação nas escolas do Rio Ave e, apesar de os três terem chegado a vários escalões das Selecções Nacionais, nenhum deles teve a projecção que teve Paquito.

Foi colega de equipa de Quim (que haveria de ser Campeão Europeu pelo FCPorto, em 1986/87) e dos actuais treinadores Mário Reis, Baltemar Brito e… José Mourinho.

Depois de ter representado o Rio Ave durante três épocas, como profissional, Paquito transferiu-se para Guimarães no início da época de 1982/83.

A caricatura representa aquela que terá sido a melhor época de Paquito – a de 1984/85. Foi o seu desempenho nesta época que lhe serviu de trampolim para o FCPorto, e que quase o levou à Selecção Nacional principal. Nessa altura seguiram ainda para as Antas, Paulo Ricardo, Laureta e “Best”. (um promissor guarda-redes, ainda com idade júnior). Em contra-partida, vieram para Guimarães, Cerqueira, Bobó, Costa e… Paulinho Cascavel.

No FCPorto, Paquito esteve apenas uma época, mas apesar disso foi Campeão Nacional e conquistou uma Super-Taça Cândido de Oliveira.

Depois, representou ainda as equipas do Marítimo, Varzim, Beira-Mar, Torreense e Vizela, clube onde viria a pôr termo à sua carreira como futebolista.

Paquito teve 14 internacionalizações, nas camadas jovens, mas nunca conseguiu chegar à equipa principal.

 

O “alter ego“ de Paquito é outra das Velhas Glórias do blogue D. Afonso Henriques. Escreveu o seu primeiro artigo no blogue no dia 2 de Novembro de 2004 (2 semanas após a sua criação)…

 

Fernão Rinada

 

(referências biográficas e fotográficas: Glórias do Passado e livro "86 ANOS DE HISTÓRIA DO VITÓRIA SPORT CLUBE",  de Custódio Garcia)

(caricatura publicadas no Dom Afonso Henriques e no Depois Falamos)




publicado por Miguel Salazar às 22:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2011
Velhas Glórias Vitorianas (3) - Pedro Mendes …

Pedro Miguel da Silva Mendes, nasceu em Guimarães, a 26 de Fevereiro de 1979.

Pedro Mendes fez a sua formação no Vitória e estreou-se como profissional no Felgueiras, na época de 1998/99.

Na época seguinte regressou ao Vitória onde se manteve até 2003.

Ao serviço do Vitória, Pedro Mendes realizou 82 jogos, e marcou 7 golos.

A caricatura representa Pedro Mendes na última época ao serviço do Vitória (2002/03).

Na época de 2003/04 transferiu-se para o FCPorto, clube ao serviço do qual conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira, o Campeonato Nacional e a Liga dos Campeões.

Em 2004/05 emigrou para Inglaterra, para representar o Tottenham Hotspur durante dois anos, e o Portsmouth, durante outros dois.

Ao serviço do Portsmouth, venceu uma FA Cup, tendo marcado indelevelmente o coração de todos nós, quando celebrou esta conquista com o cachecol do Vitória ao pescoço.

Os dois anos seguintes passou-os na Escócia, ao serviço do Glasgow Rangers, vencendo, pelas duas vezes, a Scottish Premier League.

Em Janeiro de 2010, Pedro Mendes regressou a Portugal, para ingressar no Sporting, clube que actualmente representa.

Já foi internacional, com a camisola da Selecção Nacional, em 5 ocasiões.

Pedro Mendes será seguramente um dos maiores sucessos das escolas de formação do Vitória.

 

O “alter ego“ de Pedro Mendes é outra das Velhas Glórias do blogue D. Afonso Henriques. Pedro Mendes estreou-se a escrever no blogue no dia 22 de Outubro de 2004, apenas 3 dias após a sua criação…

 

Fernão Rinada


(referências biográficas e fotográficas utilizadas: blogue Glórias do Passado e livro "86 ANOS DE HISTÓRIA DO VITÓRIA SPORT CLUBE", de Custódio Garcia)

(caricatura publicada no Dom Afonso Henriques e no Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 22:09
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011
Vicente, a sombra tranquila de Pelé...

Vicente Lucas é um dos mais famosos futebolistas do período áureo do Clube de Futebol “os Belenenses”.

Natural de Moçambique, e irmão de outro lendário jogador belenense – Matateu –, Vicente representou os azuis de Belém entre 1954 e 1966, ano em que fatidicamente sofreu um acidente de viação que o levou à cegueira, e que precipitou o final precoce da sua carreira como jogador de futebol.

Antes disso, Vicente ajudou a sua equipa a conquistar a Taça de Portugal de 1960.

Foi internacional português em 20 ocasiões, seis das quais contra o Brasil.

A marcação implacável que em todas essas seis ocasiões moveu a Pelé, tornaram-no mundialmente famoso.

Vicente foi titular da Selecção Nacional que em 1966 conquistou o 3º lugar no Campeonato do Mundo de Inglaterra...

 

(referências biográficas e fotográficas utilizadas: blogue Belenenses Ilustrado)

(desenhado para o Belenenses Ilustrado; publicado no Belenenses Ilustrado e no Humorgrafe)

(caricatura incluída no livro de Paola Rolletta, Finta Finta)



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 23 de Janeiro de 2011
Travaços, o Zé da Europa...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Portugal não figura entre os seis primeiros países da Europa do futebol, mas possui um interior-direito, Travaços, que vale quatro mil contos. Travaços, com um penteado impecável, é tão brilhante com os pés como o seu inalterável penteado de brilhantina"

Jornalista inglês, em 1955

 

José Travaços fazia parte de um grupo de cinco futebolistas de eleição, que fez furor na equipa do Sporting das décadas de 40 e 50, e que ficaram conhecidos pelos “cinco violinos”.

Juntamente com Jesus Correia, Albano, Vasques e Peyroteo, os “cinco violinos” eram um verdadeiro pesadelo para as defesas adversárias.

Travaços jogava na posição de interior-direito e representou o Sporting Clube de Portugal entre 1947 e 1958, tendo sido Campeão Nacional por 8 vezes, e vencedor da Taça nas épocas de 1947/48 e 1953/54.

Travaços foi o autor do golo do Sporting, contra o FCPorto, imortalizado no cinema e na televisão, através do filme “O Leão da Estrela”.

Ao longo da sua carreira, Travaços foi autor de 172 golos (99 no campeonato).

Representou a Selecção Nacional por 35 vezes, ao serviço da qual marcou 6 golos.

Travaços viria a ficar conhecido pelo “Zé da Europa”, por ter sido o primeiro português a integrar uma selecção europeia.

 

José Rialto

 

(referências biográficas e fotográficas utilizadas: blogue Armazém Leonino)

(desenhado para o Armazém Leonino; publicado no Armazém Leonino e no Humorgrafe)



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (5) | favorito

Sábado, 14 de Agosto de 2010
o Feijoeiro Mágico...

Há 6 semanas atrás, Bebé jogava na II Divisão B e vivia na Casa do Gaiato.

Foi nessa altura que Manuel Machado e a Direcção do Vitória semearam este feijãozinho que foram buscar a essa casa.

Quando lhe perguntaram se algum dia tinha sonhado com uma ascenção tão rápida até um dos maiores clubes do futebol português, afirmou no seu jeito engraçado (com voz de Olavo Bilac e com muitos pás à mistura) que sim, que estava perfeitamente consciente do seu valor, e que chegava mesmo a Guimarães com a firme intenção, não de ser emprestado, não de ser suplente, mas sim com a convicção de que iria conquistar o seu lugar na equipa principal.

A grande maioria dos vitorianos (eu incluído) sorriu com o desplante deste miúdo de 19 anos, acabadinho de sair dos cueiros da Casa do Gaiato, e ainda a tresandar a leite.

A verdade é que não foi necessário mais do que alguns (poucos) dias, para que ganhasse a simpatia e a confiança dos mais cépticos (eu incluído)... e conquistasse o tal lugar na equipa principal.

O pé de feijão crescia a uma velocidade estonteante, era um verdadeiro feijoeiro mágico.

A qualidade do seu futebol levou a que a Direcção lhe triplicasse o vencimento, comprasse os restantes 30% do seu passe, e fixasse a cláusula de rescisão nos 9 milhões de euros.

E em bom tempo isso aconteceu... porque nestas mesmas 6 semanas, o futebol de Bebé não passava despercebido nem ao Real Madrid nem a Carlos Queirós que rapidamente o aconselhou a Alex Ferguson.

Nesta altura, o feijoeiro mágico já tinha chegado ao Santiago Bernabeu e a Old Trafford, e o impensável acabou mesmo por acontecer - o Manchester United adiantou-se ao Real Madrid e pagou ao Vitória a nova cláusula de rescisão, levando Bebé para terras de Sua Majestade.

Agora, perguntam-lhe quais são as suas expectativas em Old Trafford, e Bebé diz, no mesmo jeito engraçado, que quer ser como Nani e Cristiano Ronaldo.

A verdade é que, hoje, já sou eu quem não consegue ter o desplante de sorrir com as palavras do gaiato.

Se ele o diz, quem sou eu para duvidar...

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no Depois Falamos)




publicado por Miguel Salazar às 00:02
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 5 de Julho de 2010
A metáfora do "ketchup"...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando falou do ketchup, Cristiano Ronaldo referia-se aos golos que já há muito não conseguia marcar, mas essa metáfora assentar-lhe-ia muito melhor se se referisse a ele próprio. Um miúdo vaidoso, egoísta, e que com toda a certeza não nasceu para ser líder. Tecnicamente é um predestinado, mas não tem a suficiente consistência na sua personalidade, que lhe permita ser tão grande nas derrotas, como o é nas vitórias. A disparidade dos seus comportamentos, conforme representa o seu clube ou a nossa selecção, apenas vem demonstrar que CR nasceu para ser comandado, e nunca para comandar. CR tem o comportamento que tem no clube que representa, apenas porque se sente condicionado pela sua estrutura. Livre como o vento na selecção nacional, sente-se à vontade para dar largas ao seu individualismo, alimentando à saciedade o seu desproporcionado ego. É por isso que CR nunca poderá ser um líder. Se o fosse, se tivesse estatura moral para o ser (que não tem), teria reparado que Eduardo estava lavado em lágrimas, devastado por aquilo que o destino lhe (nos) havia reservado. Se o fosse, ter-se-ia comportado como Cannavaro que quando abandonava o campo, na eliminação da Itália, foi buscar o seu “Eduardo”, também ele lavado em lágrimas, abraçou-o, levantou a cabeça e não sentiu necessidade de cuspir na direcção de ninguém. É assim que se comportam os verdadeiros capitães e os verdadeiros campeões.

CR é tecnicamente um predestinado. Este seu potencial, é a verdadeira polpa do tomate. No clube que representa, sob o pulso forte de quem lhe paga, e de quem nele manda, assume a forma de um verdadeiro tomate em toda a sua plenitude e exuberância. Ao invés, na selecção onde parece não haver rei nem roque, entregue à falta de consistência da sua personalidade, CR assume a inconsistência do tomate, sob a forma do tal ketchup. Talvez seja essa a verdadeira metáfora do ketchup de Cristiano Ronaldo – a falta de consistência da sua personalidade.

A inconsistência daquele a quem a braçadeira de capitão jamais poderá servir…

 

José Rialto



publicado por Miguel Salazar às 01:07
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (5) | favorito

Segunda-feira, 14 de Junho de 2010
A injustiça da camisola... 31...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi esta a camisola que Carlos Queirós reservou para Nuno Assis.

Depois de lhe ter dado a número 7, no jogo com Malta (último da fase de qualificação), o seleccionador português limitou-se agora a dar-lhe uma camisola do equipamento alternativo, e com o número 31.

Com lugar dentro dos primeiros 50 pré-seleccionados, o nosso maestro acabou por ficar fora dos 23 que hão-de seguir para a África do Sul, e fora até dos 7 que o nosso seleccionador reservou para qualquer eventualidade.

Carlos Queirós entendeu que Nuno Assis não tinha lugar sequer nos 30 melhores jogadores nacionais.

Nuno Assis foi vítima de uma enorme injustiça.

Com apenas um médio criativo de raiz, Carlos Queirós não terá alternativa razoável para Deco se, por um motivo ou por outro, o brasileiro lhe puder vir a falhar.

Será que terá?

Deus permita que nunca o venhamos a saber realmente.

A bem da selecção e de todos nós…

 

José Rialto

 

(cartoon publicado na Associação Vitória Sempre, no Depois Falamos e na Guimarães TV)



publicado por Miguel Salazar às 23:47
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (9) | favorito

Quarta-feira, 26 de Maio de 2010
Orgulho vitoriano...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pedro Mendes é um grande vitoriano, tão vitoriano quanto qualquer um de nós.

Pedro Mendes será um digno representante da cidade de Guimarães, da formação do clube, e de todos os vitorianos.

Tê-lo a representar a selecção Nacional, no Campeonato do Mundo da África do Sul, será um orgulho para todos nós, mas será também uma enorme honra para todos os portugueses, por poderem contar com um profissional absolutamente exemplar, um enormíssimo jogador, e ainda por cima… português.

Assim Carlos Queirós lhe dê a titularidade que ele tanto merece.

Felicidades para o campeonato, Pedro. O seu sucesso será a nossa felicidade…

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre e no Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 20:24
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (8) | favorito

Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009
Jordão, a Gazela Negra...

Jordão foi um extraordinário avançado português das décadas de 70 e 80. Natural de Angola, é contratado aos 19 anos, pelo Benfica, onde vem a jogar com Eusébio. Cinco épocas depois, tem uma experiência fugaz (uma época) no campeonato espanhol, ao serviço do Saragoça. No ano seguinte (1977) regressa a Portugal, mas desta feita para assinar pelo Sporting, clube onde se mantém durante os 11 anos seguintes. Em 1987/88, Jordão é transferido para o Vitória de Setúbal e duas épocas depois pendura as botas, deixando definitivamente o futebol para trás e dedicando-se "de corpo e alma" à pintura.

Venceu a Bola de Prata por duas vezes (uma pelo Benfica e outra pelo Sporting).

Jordão representou a selecção Nacional em inúmeras ocasiões, tendo sido titular no Europeu de França'84, onde Portugal atingiu as meias-finais, perdendo com a selecção anfitriã por 2-3... com dois golos de Jordão...

 

(caricatura publicada no Armazém Leonino e no SportingCP - Site de Apoio)



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 3 de Julho de 2009
Matateu, a Oitava Maravilha...

Caricatura do lendário avançado belenense, e internacional português.

A respeito dele, o jornalista Fernando Correia escreveu uma biografia que intitulou "Matateu, a Oitava Maravilha".

O avançado Matateu foi o primeiro grande jogador oriundo de Moçambique, anos antes da chegada de Eusébio da Silva Ferreira.

Ao longo da sua carreira, Matateu representou clubes como o 1º de Maio (Moçambique), o Atlético, o Gouveia, o Amora e o First Portuguese (Canadá)...

 

(caricatura desenhada para o Belenenses Ilustrado, também publicada no Humorgrafe , no Matateu Ilustrado, e uma segunda vez no Belenenses Ilustrado)

(caricatura incluída no livro de Paola Rolletta, Finta Finta)



publicado por Miguel Salazar às 10:53
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 29 de Março de 2009
Moreno...

Moreno é um dos jogadores que, juntamente com Flávio Meireles, é portador de toda a mística vitoriana.

Mal-amado por uns, símbolo para outros, parece ter conquistado, por direito próprio, um lugar no onze titular do Vitória, e que poderá inclusivamente conseguir resistir ao iminente regresso de Sereno.

Apontado por Manuel Cajuda como um dos mais promissores valores do clube, viu agora o seu mérito ser reconhecido pelo seleccionador nacional Carlos Queirós, com a chamada aos trabalhos da selecção B...

(caricatura publicada no sítio da GmrTV e no Moreno #18)



publicado por Miguel Salazar às 00:01
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 30 de Junho de 2008
Fernando Meira...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defesa-central vimaranense, formado nas escolas do Vitória, acabou por se transferir para o Benfica e, mais recentemente, para os alemães do Stuttgart.

Internacional pela nossa selecção, esteve presente no Europeu deste ano, na Alemanha e na Áustria.

Integrou a equipa portuguesa nos Jogos Olímpicos de Atenas'2004.

(caricatura publicada no Paixão Vitoriana)



publicado por Miguel Salazar às 00:03
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 27 de Maio de 2008
Sereno...

 

 

 

Defesa-central do Vitória, fez uma dupla de respeito com o brasileiro Geromel.

Lançado na equipa principal após a lesão de Danilo, não mais largou o seu lugar, vendo agora premiado o seu desempenho com a sua convocação para a selecção Nacional de sub-21.

(caricatura publicada no Paixão Vitoriana)



publicado por Miguel Salazar às 20:51
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sábado, 7 de Outubro de 1989
Pacheco...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Extremo português, ao serviço do Benfica.

O original desta caricatura, foi enviado para o Prémio Francisco Zambujal, organizado pelo jornal A BOLA, em 1990...



publicado por Miguel Salazar às 20:32
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 5 de Outubro de 1989
Neno (2) (esboço)...

Esboço de caricatura de guarda-redes Neno, ao serviço do Vitória.

Adelino Augusto Graça Barbosa Barros, de seu nome, nasceu na Cidade da Praia (Cabo Verde), no dia 27 de Janeiro de 1962.

Neno, como ficou conhecido para o futebol, iniciou a sua formação no Santoantoniense e concluiu-a no Barreirense.

Já com idade sénior, ainda permaneceu no Barreiro durante mais 3 anos.

Em 1984/85, fez a primeira de três passagens pelo Vitória.

No ano seguinte assinou pelo Benfica, onde se manteve durante duas épocas.

Passou pelo Vitória de Setúbal e, em 1988/89, voltou para Guimarães, para mais duas temporadas de branco vestido.

Entre 1990 e 1995, representou de novo o Benfica.

Finalmente, em 1995/96, regressou definitivamente a Guimarães, para concluir a sua carreira de futebolista, depois de defender as nossas redes por mais quatro temporadas.

Neno foi internacional português em 9 ocasiões.


(participei, com esta caricatura, no Prémio Francisco Zambujal)



publicado por Miguel Salazar às 19:19
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 19 de Setembro de 1988
Vítor Santos (esboço)...

 

Esboço de caricatura de Vítor Santos, jogador português oriundo do Sporting...



publicado por Miguel Salazar às 17:49
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Domingo, 28 de Fevereiro de 1988
Jesus (2)...

Jesus foi um dos mais emblemáticos guarda-redes do Vitória de todos os tempos...

Fez a sua formação no Sporting de Espinho e no FC Porto.

Deu início à sua carreira profissional no Lourosa, passando depois pelo FC Porto, Beira-Mar e Varzim.

Defendeu as cores do Vitória durante 10 anos (de 1981 a 1988, e de 1990 a 1993).

Naquele intervalo, de 1988 a 1990, passou uma época no Leixões e outra no Desportivo de Chaves.

Em 1993/94, terminou a sua carreira de futebolista no Desportivo de Chaves.

Jesus foi internacional Olímpico e AA.

Como treinador, António Jesus orientou o Salgueiros, Leixões, Desportivo de Chaves, Marítimo, Paços de Ferreira, Sporting da Covilhã, Operário, Machico, Sporting de Espinho, Estarreja, Benfica e Castelo Branco e Tondela.

Era treinador do Sporting de Espinho, na época de 2010/2011, quando veio a falecer prematuramente...

 

(caricatura publicada no Depois Falamos e no vídeo de homenagem a António Jesus)



publicado por Miguel Salazar às 20:23
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 15 de Janeiro de 1988
Miguel (2)...

(caricatura publicada no Paixão Vitoriana e no Glórias do Passado)



publicado por Miguel Salazar às 23:53
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 21 de Setembro de 1987
Vitorianos em trânsito...

Pausa no campeonato para compromissos das selecções nacionais. Jesus e Miguel seguem para a Suécia, para o jogo de qualificação para o Euro'88, que se realiza na próxima quarta-feira.

Caio Júnior aproveita esta pausa para se deslocar ao Brasil... para casar...



publicado por Miguel Salazar às 14:14
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 31 de Outubro de 1986
Vitorianos na Selecção...

contexto histórico

A brilhante época de 1986/87, leva dois vitorianos a serem convocados para jogos das selecçõe nacionais: Nascimento para as Esperanças, e Adão para a selecção A...

Este cartoon marca o meu regresso à colaboração com o jornal do clube.

(cartoon publicado no jornal O Vitória de Guimarães)



publicado por Miguel Salazar às 23:49
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 10 de Outubro de 1983
Norton de Matos...

Norton de Matos é natural de Lisboa.

Fez a sua formação, como jogador de futebol, no Estoril e no Benfica.

Jogou nas reservas do Benfica e depois passou por Académica de Coimbra, Estoril, Atlético, Belenenses, Standard de Liège (Bélgica), Portimonense e Belenenses, terminando a sua carreira ao serviço do Estrela da Amadora, na época de 1986/87.

Foi internacional Olímpico e AA.

Iniciou a sua carreira de treinador em 1989/90, tendo orientado Atlético, Barreirense, Sporting de Espinho, Salgueiros, Vitória de Setúbal e Vitória. Norton de Matos já treinou a equipa senegalesa do Étoile Lusitana, cujo dono é José Mourinho, e actualmente orienta a selecção da Guiné-Bissau, desde 2009/2010…

(caricatura publicada no Belenenses Ilustrado)



publicado por Miguel Salazar às 23:01
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 20 de Setembro de 1983
Nogueira (2)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova caricatura do centro-campista português, agora no Sporting.

À semelhança de Alves, Nogueira também começou a jogar com luvas...  mas cinzentas...

 

(caricatura publicada no Belenenses Ilustrado)



publicado por Miguel Salazar às 21:44
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quarta-feira, 10 de Agosto de 1983
Bento (3)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Manuel Bento, titular indiscutível do Benfica, e da selecção nacional, durante muitas épocas...



publicado por Miguel Salazar às 22:06
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 10 de Maio de 1983
Vítor Damas (3)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Guarda-redes internacional português...

(caricatura publicada no livro de Custódio Garcia, Vitória Sport Clube, 86 anos de História)

 



publicado por Miguel Salazar às 20:27
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 15 de Fevereiro de 1983
Festas (4)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais uma caricatura de Festas...



publicado por Miguel Salazar às 00:53
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sábado, 20 de Dezembro de 1980
Frasco (2)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova caricatura do médio português Frasco, do FCPorto, aqui ao serviço da selecção Nacional...



publicado por Miguel Salazar às 22:04
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 15 de Dezembro de 1980
Bento (2)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta é já a segunda caricatura do guarda-redes encarnado Bento, aqui ao serviço da selecção Nacional...



publicado por Miguel Salazar às 18:47
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quarta-feira, 10 de Dezembro de 1980
Alves...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O mítico Luvas Pretas, ao serviço da selecção Nacional...



publicado por Miguel Salazar às 18:51
"link" do artigo | o seu comentário | favorito


procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

Danyll, Rohirrim de Dragõ...

Legolas Quarësmer, Prínci...

Pepe Théoden III, Senhor ...

Gandalf Santos, o Feitice...

Frodo Renato Baggins, o H...

Cristian Ronald Aragorn V...

Vieirînyan, o Rohirrim da...

o Ent Treebeard Ehder, o ...

Captain America versus Su...

Nightcrawler versus Flash...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas