Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015
O regresso do traidor...

Amanhã por esta hora, o Vitória defronta a Académica de Coimbra. À frente dos estudantes virá (se entretanto não se bandear para quem lhe ofereça mais) aquele que há uns anos abandonou os Vitorianos à sua sorte. A história remonta a Abril de 2010, e conta-se em poucas palavras. Em boa verdade... numa única frase.

Desertou a meio da batalha e bandeou-se para o inimigo... a troco de 30 dinheiros. 

Se calhar, na altura convenceu-se de que as carreiras se faziam apenas de ascensões. Agora, 5 anos depois e já em pleno declínio, o destino obriga-o a encarar de novo aqueles que abandonouTalvez por isso venha vestido de negro. E apesar de vir com a cabeça descoberta, sabemos bem que o seu boné cor-de-laranja continua por lá. Nunca conseguiu livrar-se dele e jamais conseguiráÉ uma coisa quase genética.

Agora vamos enfrentá-lo e, para isso, nem sequer iremos precisar da ajuda da espada d’El-Rei. Bastar-nos-á um simples escudo para proteger as costas. A verdade é que, com gente desta, só temos mesmo de nos preocupar com as nossas costas...

 

José RialtoPaulo Sérgio, o Gollum

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(a estátua que os Vitorianos lhe poderiam ter dedicado)



publicado por Miguel Salazar às 18:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

a Sétima Cruzada da Era M...

O rapaz do Bar...

Bongani Zungu...

Em busca da segunda chave...

A primeira das duas chave...

8º aniversário do “ÁLB’oo...

O homem-forte, o menino b...

Dragão d'Ouro...

Janeiro, o mês do nosso m...

O "déjà vu" de Jorge Simã...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas