Terça-feira, 10 de Agosto de 2010
Cansados de ser campeões...

São dois casos realmente estranhos e enigmáticos, insólitos mesmo...
Flávio Cruz e Hugo Gaspar, foram ambos campeões nacionais, de Afonso Henriques ao peito, na época de 2007/2008.

Depois, Flávio Cruz conseguiu repetir a façanha nos dois campeonatos seguintes, já ao serviço do Sporting de Espinho.

Quanto a Hugo Gaspar, nessas mesmas duas épocas, haveria de ser bicampeão da Taça de Portugal (a primeira ainda ao serviço do Vitória, e a segunda já com a camisola do Castêlo da Maia).

A realidade é esta: nos últimos três anos, um foi (é) tricampeão nacional, e o outro foi campeão nacional e foi (é) bicampeão da Taça de Portugal.

Nos últimos três anos, cada um deles conquistou três títulos nacionais.

Se escolhessem regressar a Guimarães, corriam o sério risco de renovar esses títulos que detêm.

Mas não, um e outro optaram por um rumo bem diferente.

E por isso é que constituem dois casos realmente estranhos e enigmáticos, insólitos mesmo.

Qual o motivo que poderá ter levado estes verdadeiros campeões a escolher um clube (Benfica) que não vence nada, rigorosamente nada, há mais de não sei quantos anos ?

Só mesmo se já estiverem cansados de ser campeões...

 

José Rialto



publicado por Miguel Salazar às 20:03
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 15 de Julho de 2010
Fernando Costa (esboço)...

 




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este é o esboço da caricatura de um jogador de voleibol do Vitória, da época passada.

Trata-se de Fernando Costa, o oposto brasileiro que o Vitória foi buscar a França, depois de já ter representado o Castêlo da Maia...



publicado por Miguel Salazar às 17:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009
Ficar a ver... Afonsinhos...

Tentar tomar o castelo de Montalegre de assalto não era fácil para o Sporting de Espinho, como não era para o Esmoriz, e como não poderia ser para o Castêlo da Maia. Por isso, nenhum deles o conseguiu. Não era impossível, mas era muito difícil…

No entanto, e em determinada altura, quase pareceu que Alexandre Afonso o poderia conseguir. Escalou parte da muralha, mas a lei da gravidade foi mais forte do que ele, e a queda foi fatal como o destino, tal como já tinha sido para os outros contendores.

Foi uma queda violenta.

Alexandre Afonso caiu desamparado, e ficou a ver estrelinhas.

Estrelinhas não… Afonsinhos…

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no jornal Desportivo de Guimarães)

(participei com este cartoon no Prémio Stuart de Desenho de Imprensa, de 2010)



publicado por Miguel Salazar às 00:39
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 6 de Outubro de 2009
o "Álbum de Caricaturas" em destaque (22)...

Hoje, José Pedrosa foi o convidado de Sérgio Sousa no programa "Reverso da Medalha" do canal 2 da Sport TV.

Entre os muitos sucessos deste jogador de voleibol (de pavilhão e de praia), ganha particular relevância a recente conquista da medalha de ouro de Voleibol de Praia dos 2os Jogos da Lusofonia (em Lisboa), tendo como companheiro de equipa o internacional Hugo Gaspar.

A este propósito, tinha eu desenhado um cartoon referente à vitória desta dupla, sobre os lendários Miguel Maia e João Brenha, no jogo das meias-finais.

Foi este cartoon que passou na Sport TV 2, durante a entrevista a José Pedrosa...



publicado por Miguel Salazar às 12:27
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
O rolo compressor...

Foi assim a prestação de José Pedrosa e Hugo Gaspar, nestes Jogos da Lusofonia, particularmente na partida das meias finais contra Maia e Brenha – uma prestação que mais pareceu um autêntico rolo compressor…

Venceram categoricamente, e convenceram mesmo os sempre cépticos e “entendidos” comentadores televisivos.

O modo como Maia e Brenha foram destronados, foi inesperado, foi brusco, e foi até um pouco cruel. A dupla de Espinho tinha a legítima ilusão de vencer estes Jogos da Lusofonia, para assim fecharem com chave de ouro uma carreira desportiva a todos os títulos notável, repleta de êxitos na mais alta roda do voleibol de praia mundial.

E não o conseguiram “apenas” porque Pedrosa e Gaspar foram absolutamente avassaladores.

Para uma dupla que já conseguiu atingir este nível exibicional ao fim de apenas dois meses e meio de treinos conjuntos e logo à terceira prova em que participa, só se poderá mesmo augurar-lhes um futuro no mínimo… auspicioso.

Pedrosa e Gaspar, parecem ter tudo aquilo que é necessário para conseguir construir uma carreira como a dos seus oponentes. Não será fácil, nem o conseguirão fazer sem muito trabalho, esforço, dedicação e um enorme espírito de sacrifício.

Pedrosa e Gaspar, estarão com toda a certeza cientes da longa caminhada que os espera, porque são humildes e porque são inteligentes.

Por todas estas razões, para esta dupla, só mesmo o céu poderá ser o limite…

 

José Rialto

 

(cartoon publicado em Voleibol de Praia, Joaquim Teixeira 72, Pedrosa-Gaspar Beach Volley, Hugo Gaspar)

(cartoon mostrado no programa "Reverso da Medalha", com José Pedrosa, na SportTV2 a 6 Outubro 2009)



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009
Com uma perna às costas...

A final da 1ª etapa do Circuito Nacional de Voleibol de Praia pôs frente a frente os neófitos Gaspar e Pedrosa, e os vice-Campeões Nacionais em título, Roberto Reis e Kibinho.

Não foi, nem poderia ter sido, uma partida fácil e portanto não foi por aqui que a novel dupla – Gaspar e Pedrosa –, conseguiu vencer esta final… “com uma perna às costas”.

É que, em boa verdade, não se trata de nenhum eufemismo, eles venceram realmente com uma perna às costas (a de Gaspar).

Eu passo a explicar…

Depois de uma vitória no primeiro “set”, quando Gaspar e Pedrosa já venciam o segundo por 14-11, eis que no calor de mais uma jogada bem disputada, Gaspar cai mal sobre o seu pé direito, lançando-se de imediato ao chão contorcendo-se com dores.

Nesta altura, temeu-se o pior.

Num torneio cuja organização não dispunha de assistência médica ou de enfermagem, que não tinha um fisioterapeuta nem um massagista, que não dispunha de uma ambulância, nem tão pouco de material de primeiros socorros, valeram os cuidados do seu próprio colega de equipa – o Fisioterapeuta José Pedrosa –, e a solidariedade de todos os colegas e adversários.

É incompreensível e inaceitável esta falta de condições, numa prova que tem ainda a agravante de ser oficial.

Nem sequer dispunham de sanitários !...

Mas foi bonita de ver a solidariedade que se gerou em torno deste infortúnio.

E Gaspar recusou-se a desistir. Apesar de todo o sofrimento que estava bem estampado na sua máscara de esforço e de sacrifício, numa atitude do mais puro altruísmo, fez questão de prosseguir a partida com uma imobilização funcional, que de funcional só tem o nome quando se trata de um jogo de vólei de praia.

Aquilo que estava em causa era, não só a vitória na etapa, mas também o lugar de acesso aos Jogos da Lusofonia, e Gaspar não quis comprometer a participação do seu colega, mesmo que para tal fosse necessário pôr em risco a sua própria integridade física.

Pois, apesar de todos estes infortúnios e limitações, o jogo prosseguiu e ficou bem patente que a solidariedade da equipa adversária terminara no momento em que a bola voltara a voar.

Mas que ninguém veja nestas palavras qualquer tipo de crítica ou censura à postura de Roberto e de Kibinho. Era perfeitamente lícito que a dupla vice-Campeã Nacional continuasse a lutar com todas as suas armas para tentar atingir os mesmos objectivos de Gaspar e Pedrosa..

E isso passaria obrigatoriamente pela exploração do então elemento mais frágil, por muito injusto que isso nos pudesse parecer. Não poderia ser de outra maneira.

As dificuldades de Gaspar eram bem patentes, mas a verdade é que apesar de tudo, mesmo sem quaisquer contemplações por parte do adversário, Gaspar e Pedrosa iam fazendo um jogo impossível, perante o desespero evidente de Roberto Reis.

Fizeram um impensável parcial de 7-7, acabando por vencer por 21-18.

Foi notável o desempenho, mas ainda mais notável foi a nobreza da atitude de Hugo Gaspar.

José Pedrosa foi muito mais feliz do que algum dia poderia imaginar, quando escolheu Hugo Gaspar para seu novo parceiro…

 

(cartoon publicado no Voleibol de Praia, no Joaquim Teixeira 72, no Hugo Gaspar #8 e no Pedrosa-Gaspar Beach Volley)

 



publicado por Miguel Salazar às 17:31
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (5) | favorito

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008
Nelson Brízida...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Zona 4" do Vitória SC, que também já representou a selecção nacional de voleibol...

 

(caricatura publicada na brochura de apresentação do plantel, produzida pela Secção de Voleibol do clube)



publicado por Miguel Salazar às 20:43
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 30 de Setembro de 2008
Fábio Jardel...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

Central brasileiro, oriundo do Benfica...

 

Fábio Jardel Mariano veio para Portugal em 2005/2006, tendo vestido por dois anos a camisola do Castêlo da Maia. Em 2007/2008 jogou pelo Benfica e, no ano seguinte, pelo Vitória, onde permaneceu por uma única época. Fábio Jardel voltou ao Benfica e em 2011/2012 assinou pelos açorianos do Fonte do Bastardo...

 

(caricatura publicada na brochura de apresentação do plantel, produzida pela Secção de Voleibol)

 



publicado por Miguel Salazar às 19:16
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 19 de Junho de 2008
Eurico Peixoto...

(esta caricatura conheceu uma outra versão, utilizada na brochura de apresentação do plantel, produzida pela Secção de Voleibol do clube)



publicado por Miguel Salazar às 19:57
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sábado, 7 de Janeiro de 1978
Todas as caricaturas de Hugo Gaspar...

Hugo Gaspar é um jogador de voleibol português de enorme qualidade.

Iniciou a sua carreira no Marinhense, passando depois pelo Esmoriz, Sisley Treviso (Itália), Vitória e Castêlo da Maia. Em 2012/2013, prepara-se para iniciar a sua 3ª época ao serviço do Benfica.

Ao serviço do Sisley Treviso, em 2004/2005, foi Campeão Nacional italiano, e ainda vencedor da Taça e da Supertaça italianas.

Pelo Vitória, foi Campeão Nacional em 2007/2008 e vencedor da Taça de Portugal em 2008/2009. Participou na competição máxima da CEV – a Liga dos Campeões –, em 2008/2009, tendo atingido os oitavos-de-final da prova.

Pelo Castêlo da Maia, venceu a Taça de Portugal de 2009/2010.

Pelo Benfica, venceu 2 Taças de Portugal e 2 Supertaças (2010/2011 e 2011/2012).

Defendeu a Selecção Nacional por mais de 150 vezes, tendo sido 8º classificado no Campeonato do Mundo de 2002.

Teve uma curta passagem pelo voleibol de praia, em 2009, onde fez dupla com José Pedrosa. Ainda assim, foram Campeões Nacionais desse ano e Medalha de Ouro nos 2os Jogos da Lusofonia.

Durante a sua carreira como jogador voleibol, Hugo Gaspar licenciou-se em Medicina.

Para ver todas as caricaturas de Hugo Gaspar, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 18:51
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de João Brenha...

João Brenha foi um jogador de voleibol de enorme qualidade.

Iniciou a sua carreira na Académica de Espinho, passando depois também pelo Castêlo da Maia e principalmente pelo Sporting de Espinho.

Ao serviço da Académica de Espinho, foi Campeão Nacional em 1989/90 e vencedor da Taça da FPV em 1988/89.

Com a camisola do Castêlo da Maia, venceu a Taça de Portugal em 1993/94.

Ao serviço do Sporting de Espinho, foi 9 vezes Campeão Nacional, 7 vezes vencedor da Taça de Portugal, 4 vezes vencedor da Supertaça e uma vez vencedor da Top Teams Cup (competição sob a égide da CEV).

Representou a Selecção Nacional em múltiplas ocasiões.

Como treinador, apenas orientou a equipa do Sporting de Espinho.

Em voleibol de praia, Brenha formou uma dupla terrível com Miguel Maia, tendo participado em 3 Jogos Olímpicos. Foram 4os classificados em Atlanta’96 e Sydney’00, e 9os em Atlanta’04. Venceram dois Opens de Vólei de Praia (Bélgica’98 e Rússia’99) e foram Campeões Nacionais por 8 vezes.

Para ver todas as caricaturas de João Brenha, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 18:44
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Ildnei Oliveira...

Ildnei Bernardes de Oliveira, mais conhecido por "Nei", foi um jogador brasileiro de voleibol de grande qualidade.

Jogava na posição de central e, ao logo da sua carreira, representou 18 clubes diferentes, entre eles, o Pirelli/Santo André, o Botucatuense, o Suzano, o Banespa, o ULBRA, o São Paulo, o CIMED e o Santander/S.Bernardo.

Em Portugal, jogou no Castêlo da Maia (1998/1999 e 2000/2001) e no Vitória (2007/2008), onde se sagrou Campeão Nacional.

Jogou uma época no campeonato japonês de voleibol.

Para ver todas as caricaturas de Nei, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 15:23
"link" do artigo | favorito


procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

Cansados de ser campeões....

Fernando Costa (esboço).....

Ficar a ver... Afonsinhos...

o "Álbum de Caricaturas" ...

O rolo compressor...

Com uma perna às costas.....

Nelson Brízida...

Fábio Jardel...

Eurico Peixoto...

Todas as caricaturas de H...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas