Quinta-feira, 9 de Maio de 2013
ex-Velhas Glórias Vitorianas (9) - Jesus ...

António Jesus Pereira nasceu na cidade de Espinho, no dia 11 de Fevereiro de 1955.

Jesus fez a sua formação no Sporting de Espinho e no FC Porto.

Deu início à sua carreira profissional no Lourosa, passando depois pelo FC Porto, Beira-Mar e Varzim.

Defendeu as cores do Vitória durante 10 anos (de 1981 a 1988, e de 1990 a 1993).

A presente caricatura representa Jesus na final da Taça de Portugal de 1987/88.

Entre 1988 e 1990, passou uma época no Leixões e outra no Desportivo de Chaves.

Em 1993/94, terminou a sua carreira de futebolista neste clube transmontano.

Jesus foi internacional Olímpico e AA.


Como treinador, António Jesus orientou o Salgueiros, Leixões, Desportivo de Chaves, Marítimo, Paços de Ferreira, Sporting da Covilhã, Operário, Machico, Sporting de Espinho, Estarreja, Benfica e Castelo Branco e Tondela.

Era treinador do Sporting de Espinho, na época de 2010/11, quando veio a falecer prematuramente...


O “alter ego“ de Jesus foi uma Velha Glória do blogue D. Afonso Henriques. Escreveu o seu primeiro artigo no dia 3 de Novembro de 2004, e o último em 12 de Maio de 2006…


Fernão Rinada



publicado por Miguel Salazar às 22:44
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sábado, 23 de Março de 2013
Hoje é dia de voltar a fazer História (2º episódio) ...

 

 



 

Há 4 anos, o voleibol do Vitória conseguiu conquistar a sua primeira Taça de Portugal.

Depois de terem sido Campeões Nacionais na temporada anterior, e de terem tido uma participação épica na Liga dos Campeões (que nos levou aos oitavos-de-final da competição), os nossos HERÓIS de então ainda foram capazes de vencer um magnífico Sporting de Espinho.

Foi um sonho tornado realidade...

Hoje, vocês concederam-nos o direito de voltar a sonhar. Foi o VOSSO esforço que nos trouxe até aqui.

Ninguém vos exige a taça, pois temos a consciência de que não somos os favoritos.

Aquilo que vos exigimos é TUDO AQUILO que os nossos HERÓIS de há 4 anos puseram em campo e que os levou a vencer a Taça - esforço, empenho e espírito de sacrifício - nada mais, mas também nada menos...

Na semana passada, os nossos HERÓIS do basquetebol também não eram os favoritos e, jogando contra a equipa que domina a modalidade, pondo em campo TUDO AQUILO que também VOS VAMOS EXIGIR no próximo sábado, foram capazes de subjugar o adversário, esmagando-o com um resultado quase humilhante, e que se constitui como o 8º mais desequilibrado de sempre, naquela competição.

Não há impossíveis !

Não foram vocês capazes de eliminar o todo-poderoso Benfica, neste caminho que nos trouxe até Coimbra ?

Ninguém poderá dizer que vocês beneficiaram de um sorteio favorável, que vos tenha caído directamente do céu. Ao vencer tão categoricamente o Benfica, foram vocês quem conquistou esse direito... com sangue, suor e lágrimas.

Agora, está nas vossas mãos a possibilidade de escreverem os vossos nomes a ouro em mais uma magnífica página da nossa História.

Os nomes de Allan, Nelson, Eurico, Pedro e Fernando já lá estão...

Hoje, meus senhores, é dia de voltar a fazer História.

Hoje, volta a ser O DIA ...



publicado por Miguel Salazar às 00:01
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 6 de Novembro de 2012
José Freixo (2)...

 

José Freixo nasceu em Évora, no ano de 1950.

Fez toda a sua formação na Académica de Coimbra (juntamente com o seu irmão Gregório), onde cumpriu grande parte da sua carreira profissional (8 épocas).

Este defesa-central português passou ainda pelo Académico de Viseu (1978/79) e pelo Sporting de Espinho (1979/80 e 1980/81).

Em 1981/82 regressou a Coimbra e ao seu Académico, onde jogou por mais dois anos.

José Freixo terminou a sua carreira na temporada de 1983/84, ao serviço da Naval.

Na Académica de Coimbra, foi Campeão Nacional de Juvenis, finalista nos Juniores e Campeão Nacional da 2ª Divisão em seniores. José Freixo é o 13º jogador com mais jogos feitos pela Académica, de todos os tempos. 

Para ver todas as caricaturas de José Freixo, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 17:53
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 10 de Agosto de 2010
Cansados de ser campeões...

São dois casos realmente estranhos e enigmáticos, insólitos mesmo...
Flávio Cruz e Hugo Gaspar, foram ambos campeões nacionais, de Afonso Henriques ao peito, na época de 2007/2008.

Depois, Flávio Cruz conseguiu repetir a façanha nos dois campeonatos seguintes, já ao serviço do Sporting de Espinho.

Quanto a Hugo Gaspar, nessas mesmas duas épocas, haveria de ser bicampeão da Taça de Portugal (a primeira ainda ao serviço do Vitória, e a segunda já com a camisola do Castêlo da Maia).

A realidade é esta: nos últimos três anos, um foi (é) tricampeão nacional, e o outro foi campeão nacional e foi (é) bicampeão da Taça de Portugal.

Nos últimos três anos, cada um deles conquistou três títulos nacionais.

Se escolhessem regressar a Guimarães, corriam o sério risco de renovar esses títulos que detêm.

Mas não, um e outro optaram por um rumo bem diferente.

E por isso é que constituem dois casos realmente estranhos e enigmáticos, insólitos mesmo.

Qual o motivo que poderá ter levado estes verdadeiros campeões a escolher um clube (Benfica) que não vence nada, rigorosamente nada, há mais de não sei quantos anos ?

Só mesmo se já estiverem cansados de ser campeões...

 

José Rialto



publicado por Miguel Salazar às 20:03
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009
Troféu de caça...

De acordo com aquilo que já era esperado, as muralhas do castelo de Montalegre foram um obstáculo demasiado grande para os tigres de Espinho.

Em castelo emprestado, o Vitória foi contundente com o seu adversário. Apesar de já poderem contar com o seu mais recente reforço, o cubano Aldazabal, nem assim os espinhenses foram capazes de evitar a derrota. Mas foi um jogo intenso, de campeões, com entrega total e em que os tigres de Espinho deixaram a pele em campo… ...literalmente.

A pele de tigre, é o nosso primeiro troféu de caça...

                                                                          José Rialto

(cartoon publicado no Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 00:29
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009
As vindimas de Lamego já lá vão...

Para as vindimas de Lamego, de Setembro passado, aquela escadinha foi mais do que suficiente.

Mas desde essa altura, muita coisa se alterou, e tomar um castelo de assalto é já algo de completamente diferente.

Não sei se as muralhas de Montalegre serão tão altas como as de Guimarães, mas de certeza que tomá-las de assalto não há-de ser tarefa fácil para quem apenas dispõe de uma escada tão pequenina...

                                                                                              José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre)



publicado por Miguel Salazar às 17:41
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 6 de Outubro de 2009
o "Álbum de Caricaturas" em destaque (22)...

Hoje, José Pedrosa foi o convidado de Sérgio Sousa no programa "Reverso da Medalha" do canal 2 da Sport TV.

Entre os muitos sucessos deste jogador de voleibol (de pavilhão e de praia), ganha particular relevância a recente conquista da medalha de ouro de Voleibol de Praia dos 2os Jogos da Lusofonia (em Lisboa), tendo como companheiro de equipa o internacional Hugo Gaspar.

A este propósito, tinha eu desenhado um cartoon referente à vitória desta dupla, sobre os lendários Miguel Maia e João Brenha, no jogo das meias-finais.

Foi este cartoon que passou na Sport TV 2, durante a entrevista a José Pedrosa...



publicado por Miguel Salazar às 12:27
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
Diz que é uma espécie de Justiça...

 

É sui generis o conceito de "justiça" do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Voleibol.

Míope, ao invés de ser cega, esta suposta "justiça" tem dois pesos e duas medidas, premiando uns e punindo outros, não de acordo com qualquer critério de equidade e isenção que leve em consideração a gravidade relativa das infracções cometidas, mas tão somente olhando para a condição de uns serem filhos e outros apenas enteados.

E foi assim, com esta visão tão distorcida, que se entendeu (não) fazer justiça a dois acontecimentos lamentáveis, mas de gravidade bem diferente, e aos quais o Conselho de Disciplina decidiu não punir com o mesmo critério (ver aqui).

À semelhança dos Gato Fedorento no seu melhor, temos agora o Conselho de Disciplina da Federação no seu pior.

De uma "justiça" que tem dois pesos e duas medidas, e que já não tem qualquer pejo em disso fazer alarde, só se pode dizer mesmo que é... uma espécie de Justiça.

Se não fosse tão sério e grave, até dava vontade de rir...

                                                                                 José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre)

 



publicado por Miguel Salazar às 20:02
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009
O inefável Roberto Reis...

 

A história conta-se muito rapidamente...

 

Decorria o primeiro jogo das meias finais do Campeonato Nacional de Voleibol de Praia, entre as duplas Gaspar-Pedrosa e Kibinho-Roberto Reis, quando o inusitado aconteceu.

Em determinada altura, o inefável Roberto Reis decidiu, uma vez mais, reclamar exuberantemente de uma decisão que lhe era desfavorável.

Sem se saber ao certo se por estar absolutamente convicto da justeza das suas pretensões ou não (nunca se sabe*), eis que RR levanta as mãos ao céu bem acima da sua cabeça, e suplica (é mesmo este o termo) ao árbitro com uma intrigante familiaridade, “por amor de Deus, chama-o”, referindo-se ao 2º árbitro que na altura teria alegadamente uma opinião diferente.

Para desespero do espinhense, o árbitro negou-lhe a sua pretensão, não sem antes sermos brindados com mais alguns segundos de exuberância de RR.

 

Mais do que o ridículo da própria situação, que provocou uma enorme gargalhada nas bancadas, aquilo que me levou a divagar um pouco sobre o assunto foi tentar perceber o que poderá estar subjacente a este tipo de atitudes.

Estará o inefável RR realmente convencido que se transmite por osmose o estatuto de que Miguel Maia e o Sporting de Espinho gozam junto dos árbitros e da própria Federação, e que lhes permite normalmente um tratamento de excepção?

A minha convicção é que sim e que não.

Que “sim” porque acredito mesmo que ele tenha a pretensão de assim pensar, e que “não” porque na realidade não me parece que RR goze desse estatuto, e dos seus inúmeros benefícios.

E é por isso que, fora do seu clube, e “apenas” com Kibinho por companheiro, as coisas tornam-se um pouco mais difíceis.

Abandonado à sua real valia, e sem ajudas suplementares, ser campeão no Voleibol de Praia tornou-se um pouco mais difícil.

Talvez por isso, só tenha conseguido mesmo a 3ª posição…

 

                                                                                  José Rialto

 

* É bem conhecido aquele episódio em que mais uma vez RR reclamava, com a mesma convicção de sempre, de uma decisão da dupla de arbitragem e quando alguém, após o insucesso da interpelação, o indagava sobre a pertinência da sua atitude, uma vez que aquilo que RR reclamava era um enorme disparate, o inefável RR respondeu com uma piscadela de olho e um sorriso maroto “eu sei, eu sei, mas não custa nada tentar!

 

(caricatura publicada no Voleibol de Praia)



publicado por Miguel Salazar às 22:18
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
O rolo compressor...

Foi assim a prestação de José Pedrosa e Hugo Gaspar, nestes Jogos da Lusofonia, particularmente na partida das meias finais contra Maia e Brenha – uma prestação que mais pareceu um autêntico rolo compressor…

Venceram categoricamente, e convenceram mesmo os sempre cépticos e “entendidos” comentadores televisivos.

O modo como Maia e Brenha foram destronados, foi inesperado, foi brusco, e foi até um pouco cruel. A dupla de Espinho tinha a legítima ilusão de vencer estes Jogos da Lusofonia, para assim fecharem com chave de ouro uma carreira desportiva a todos os títulos notável, repleta de êxitos na mais alta roda do voleibol de praia mundial.

E não o conseguiram “apenas” porque Pedrosa e Gaspar foram absolutamente avassaladores.

Para uma dupla que já conseguiu atingir este nível exibicional ao fim de apenas dois meses e meio de treinos conjuntos e logo à terceira prova em que participa, só se poderá mesmo augurar-lhes um futuro no mínimo… auspicioso.

Pedrosa e Gaspar, parecem ter tudo aquilo que é necessário para conseguir construir uma carreira como a dos seus oponentes. Não será fácil, nem o conseguirão fazer sem muito trabalho, esforço, dedicação e um enorme espírito de sacrifício.

Pedrosa e Gaspar, estarão com toda a certeza cientes da longa caminhada que os espera, porque são humildes e porque são inteligentes.

Por todas estas razões, para esta dupla, só mesmo o céu poderá ser o limite…

 

José Rialto

 

(cartoon publicado em Voleibol de Praia, Joaquim Teixeira 72, Pedrosa-Gaspar Beach Volley, Hugo Gaspar)

(cartoon mostrado no programa "Reverso da Medalha", com José Pedrosa, na SportTV2 a 6 Outubro 2009)



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 30 de Abril de 2009
Crescer, mesmo na adversidade...

 

 

 

Os verdadeiros campeões não são aqueles que vencem sempre.

Os verdadeiros campeões, como vocês, são aqueles que se conseguem fortalecer tanto nas derrotas como nas vitórias, na adversidade como no sucesso.

Os verdadeiros campeões são aqueles que se levantam mais fortes depois de terem caído, que conseguem crescer mesmo na adversidade.

É dessa fibra que se fazem os verdadeiros campeões… como vocês.

Por isso vocês cresceram quando conquistaram o Campeonato da época passada e a Taça de Portugal deste ano, e por isso também é que continuaram a crescer mesmo quando perderam estes dois primeiros jogos.

Depois de todas as provações por que já passaram esta época, desde as arbitragens tendenciosas, ao vendaval de lesões que tem assolado o plantel, nunca a equipa baixou os braços e muito menos desistiu.

Os verdadeiros campeões são aqueles que, como vocês, não falham quando não podem falhar.

Pois bem, é chegada essa hora!

É chegada a hora em que não podeis falhar.

Chegou a hora de mostrar ao Mundo, mais uma vez, a razão pela qual sois Campeões Nacionais e da Taça de Portugal, e o motivo pelo qual conseguistes surpreender toda a Europa com a vossa notável prestação na Liga dos Campeões.

É chegada a vossa hora, meus senhores!...

                                                                                                      José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre e no Humorgrafe)

 



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (7) | favorito

Terça-feira, 21 de Abril de 2009
Mais fortes e unidos do que nunca...

 

 

 

Não perdemos a guerra, meus senhores!

Isto foi apenas a primeira batalha, mais perdida pelo Vitória do que propriamente ganha pelo nosso adversário.

Com a final da Taça de Portugal, ficamos com a certeza de que podemos ser melhores do que eles, e com este primeiro jogo dos play-off, recordámo-nos de que eles não deixaram de ser bons pelo simples facto de terem perdido aquele jogo.

E vai ter de ser assim nas próximas batalhas, porque já sabemos que dando o nosso melhor seremos capazes de os voltar a vencer.

Mas, para isso, temos de voltar ao nosso melhor nível, concentrados e sem facilitismos, mais fortes e unidos do que nunca.

Ao sermos capazes de o fazer, vamos conseguir derrotá-los e renovar o título de campeões nacionais...

                                                                                          José Rialto

NOTA HISTÓRICA

A formação "tartaruga", utilizada neste cartoon, foi uma formação inventada pelos Romanos, e representa provavelmente a formação militar em que existia uma maior dependência dos soldados entre si, uma vez que a protecção de uns era assegurada pela acção dos outros. O êxito desta formação dependia da união dos seus homens, da confiança existente entre si, do seu espírito de grupo. Quando todas estas condicionantes se conjugavam, a formação "tartaruga" era uma formação blindada, um verdadeiro couraçado, praticamente invencível...

 

(cartoon publicado em Assoc Vitória SempreDepois Falamos Dom Afonso Henriques)

 



publicado por Miguel Salazar às 17:14
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (12) | favorito

Terça-feira, 14 de Abril de 2009
Pela boca morre o peixe... tigre...

 

 

 

“…iria DAR ao Guimarães um set na Taça… e ficaríamos com 3-1…”

                                                       Francisco Fidalgo (treinador do Espinho)

 

(cartoon publicado em Associação Vitória SempreAbertamente Falando e Humorgrafe)

 



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 10 de Abril de 2009
Afinal, eles também têm medo...

 

Amanhã, é o dia da final da Taça de Portugal de Voleibol, que porá frente-a-frente, mais uma vez, as equipas do Vitória e do Sporting de Espinho.

São já tradicionais as dificuldades que o Vitória sente nestes jogos com os tigres de Espinho, e é por essa razão que não ficaria de bem com a minha consciência se não desse conta da minha opinião sobre a razão de ser destas infundadas dificuldades...

Não pretendo, com este artigo, tentar ensinar o “Pai-Nosso” ao Vigário, mas a verdade é que, no Desporto como na Vida, há coisas que têm de ser ditas e, mais importante do que isso, têm de ser compreendidas e interiorizadas.
O sucesso desportivo de qualquer equipa, em qualquer modalidade, passa obrigatoriamente pelo rigoroso equilíbrio de dois conceitos: o respeito pelo adversário e a coragem para o enfrentar.

Entenda-se por respeito, a consciência de que as diferenças entre os valores das mais diversas equipas em competição, seja na A1, na Taça de Portugal ou até mesmo na Liga dos Campeões, não são assim tão grandes e que, portanto, o menosprezo pelo valor do adversário pode sempre comprometer o resultado final. Foi assim que aconteceu com o Vitória no Castêlo da Maia, e foi assim que aconteceu com o Sporting de Espinho, em casa, contra os seus conterrâneos da Académica.
E entenda-se por coragem, não a ausência de medo mas sim a capacidade que se deve ter para o enfrentar e ultrapassar. A existência do medo é benéfica. A ausência de medo não faz de nós corajosos, mas apenas inconscientes. Quando falta esta coragem, esta consciência de que temos capacidade para sermos melhores do que o nosso adversário, acontece aquilo que nos aconteceu nos dois jogos com o Sporting de Espinho.

É deste frágil e ténue equilíbrio entre o respeito e a coragem, que se fazem e vivem os campeões.
E este é que tem sido o busílis do nosso problema nos jogos com o Sporting de Espinho.
Respeito a mais e coragem a menos.
Esta época, mais ainda do que na época passada, o Vitória já provou a quem ainda poderia ter dúvidas, que lhe sobra capacidade técnica e física, como se pôde constatar nos jogos da Liga dos Campeões.
O pequeno passo que nos falta para sermos os melhores é a mentalidade vencedora, a tal coragem.

A boa notícia é que nós ainda temos essa margem de progressão que, quando ultrapassada, fará de nós os melhores.
E, aí, voltará a fragilidade deste equilíbrio, porque depois de nos convencermos de que somos de facto melhores, teremos de conseguir manter a humildade suficiente para respeitar todos os adversários, sejam eles quais forem.

Nessa altura, não seremos apenas capazes de vencer um ou outro jogo ao Sporting de Espinho, mas seremos, de facto, melhores do que eles.

A outra boa notícia é que o Sporting de Espinho, nas partidas com o Vitória, já joga nos seus limites, porque sempre teve esse respeito por nós (até às declarações desta semana - ler aqui), e sempre acreditou nas suas potencialidades.
Sempre teve coragem, porque sempre teve medo.
É verdade!
Afinal, eles também têm medo…

                                                                                                   José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre e Colina Sagrada)

 



publicado por Miguel Salazar às 00:00
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (8) | favorito

Segunda-feira, 19 de Maio de 2008
Flávio Cruz...

 

 

 

(cartoon publicado no Paixão Vitoriana)



publicado por Miguel Salazar às 17:10
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 19 de Setembro de 1988
Vítor Santos (esboço)...

 

Esboço de caricatura de Vítor Santos, jogador português oriundo do Sporting...



publicado por Miguel Salazar às 17:49
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Domingo, 28 de Fevereiro de 1988
Jesus (2)...

Jesus foi um dos mais emblemáticos guarda-redes do Vitória de todos os tempos...

Fez a sua formação no Sporting de Espinho e no FC Porto.

Deu início à sua carreira profissional no Lourosa, passando depois pelo FC Porto, Beira-Mar e Varzim.

Defendeu as cores do Vitória durante 10 anos (de 1981 a 1988, e de 1990 a 1993).

Naquele intervalo, de 1988 a 1990, passou uma época no Leixões e outra no Desportivo de Chaves.

Em 1993/94, terminou a sua carreira de futebolista no Desportivo de Chaves.

Jesus foi internacional Olímpico e AA.

Como treinador, António Jesus orientou o Salgueiros, Leixões, Desportivo de Chaves, Marítimo, Paços de Ferreira, Sporting da Covilhã, Operário, Machico, Sporting de Espinho, Estarreja, Benfica e Castelo Branco e Tondela.

Era treinador do Sporting de Espinho, na época de 2010/2011, quando veio a falecer prematuramente...

 

(caricatura publicada no Depois Falamos e no vídeo de homenagem a António Jesus)



publicado por Miguel Salazar às 20:23
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 10 de Outubro de 1983
Norton de Matos...

Norton de Matos é natural de Lisboa.

Fez a sua formação, como jogador de futebol, no Estoril e no Benfica.

Jogou nas reservas do Benfica e depois passou por Académica de Coimbra, Estoril, Atlético, Belenenses, Standard de Liège (Bélgica), Portimonense e Belenenses, terminando a sua carreira ao serviço do Estrela da Amadora, na época de 1986/87.

Foi internacional Olímpico e AA.

Iniciou a sua carreira de treinador em 1989/90, tendo orientado Atlético, Barreirense, Sporting de Espinho, Salgueiros, Vitória de Setúbal e Vitória. Norton de Matos já treinou a equipa senegalesa do Étoile Lusitana, cujo dono é José Mourinho, e actualmente orienta a selecção da Guiné-Bissau, desde 2009/2010…

(caricatura publicada no Belenenses Ilustrado)



publicado por Miguel Salazar às 23:01
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 25 de Março de 1980
Ramalho (2)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defesa lateral direito português e capitão de equipa do Vitória...



publicado por Miguel Salazar às 23:29
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 11 de Janeiro de 1980
José Freixo (1)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defesa português da Académica de Coimbra, irmão de Gregório Freixo.

Defendeu ainda as cores do Académico de Coimbra e do de Viseu, do Sporting de Espinho e da Naval 1º de Maio...



publicado por Miguel Salazar às 20:26
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Domingo, 6 de Janeiro de 1980
Artur...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defesa português formado no Sporting de Braga, Artur terminou a sua carreira ao serviço do Sporting de Espinho...



publicado por Miguel Salazar às 20:43
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 29 de Junho de 1979
Ramalho (1)...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defesa lateral direito português.

Para além do Vitória, Ramalho ainda representou o Varzim, o Felgueiras, o Sporting de Espinho e o Beira-Mar...



publicado por Miguel Salazar às 01:49
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sábado, 7 de Janeiro de 1978
Todas as caricaturas de Vítor Oliveira...

Vítor Manuel Oliveira nasceu em Matosinhos, a 17 de Novembro de 1953.

Vítor, como ficou inicialmente conhecido, fez a sua formação no Leixões, onde também iniciou a sua carreira sénior.

Para além do Leixões, jogou também no Paredes, Famalicão, Sporting de Espinho, Sporting de Braga e Portimonense.

Como treinador, Vítor Oliveira orientou as equipas de Famalicão, Portimonense, Maia, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Académica de Coimbra, Vitória (1995/1996), Académica de Coimbra de novo, União de Leiria, Sporting de Braga, Belenenses, Rio Ave, outra vez o Gil Vicente, novamente a Académica de Coimbra, Moreirense, Leixões, outra vez a União de Leiria, de novo o Leixões, Trofense, Desportivo das Aves, Arouca, outra vez o Moreirense, e em 2014/2015 o União da Madeira.

Para ver todas as caricaturas de Vítor Oliveira, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 23:16
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Nuno Pinheiro...

Nuno Pinheiro fez a sua formação nas escolas de voleibol do Sporting de Espinho.

Para além deste, representou ainda outros clubes ao longo da sua carreira, nomeadamente o Vitória, o Noliko Maaseik (Bélgica), o Beauvais (França), o Poitiers (França) e o Tours VB (França). Ao serviço do Noliko Maaseik, foi finalista da Taça CEV (2008), conquistou dois Campeonatos Nacionais (2008 e 2009), três Taças (2007 a 2009) e três Super-Taças (2006, 2008 e 2009). Em França, foi duas vezes Campeão Nacional (2011 e 2013), venceu uma Taça (2013) e uma Super-Taça (2012).

Foi também internacional pela selecção nacional, fazendo parte da equipa que ficou em 8º lugar no Campeonato do Mundo de 2002.

Para ver todas as caricaturas de Nuno Pinheiro, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 22:23
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Valério...

Valério fez a sua formação no FC Porto. Depois, passou por Trofense, Tirsense e Sporting de Espinho, até ingressar no Vitória (em 1984/85). Cumpriu duas épocas em Guimarães, transferindo-se depois para o Marítimo. Até terminar a sua carreira, no Maia (1996/97), passou ainda por Boavista, Estrela da Amadora, Tirsense e Rio Ave.

Como treinador, orientou as equipas do Maia, União de Lamas, Lourosa e Pontassolense.

Para ver todas as caricaturas de Valério, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 21:21
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Jorge Casquilha...

Casquilha é natural de Torres Novas, onde fez toda a sua formação como futebolista.

Depois, passou pelo Mirense, Académica de Coimbra e Amora, até chegar a Barcelos, onde representou o Gil Vicente durante 8 épocas.

Em 2005/2006, transferiu-se para o Sporting de Espinho, onde pôs termo à sua carreira enquanto jogador de futebol.

Na época seguinte, iniciou-se logo como treinador principal no Santa Maria. Depois de passar pelo Valdevez e pelo Merelinense, Jorge Casquilha treina o Moreirense desde 2009/2010. Em 2013/2014 vai para o Leixões e no ano seguinte para a União de Leiria.

Para ver todas as caricaturas de Jorge Casquilha, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 21:18
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Carlos Carvalhal...

Carvalhal começou a sua carreira profissional no Sporting de Braga, clube da sua terra-Natal.

Representou ainda o Chaves, FC Porto, Beira-Mar, Tirsense e Sporting de Espinho, onde terminou a sua carreira como futebolista, em 1997/1998.

Logo na época seguinte, Carlos Carvalhal deu início à sua actividade como treinador de futebol. Desde então, orientou as equipas do Sporting de Espinho, Desportivo das Aves, Leixões, Vitória de Setúbal, Belenenses, Sporting de Braga, Beira-Mar, Asteras Tripolis (Grécia), Marítimo, Sporting, Besiktas, Istambul BB e Sheffield Wednesday...

Para ver todas as caricaturas de Carlos Carvalhal, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...

 



publicado por Miguel Salazar às 21:10
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de João Brenha...

João Brenha foi um jogador de voleibol de enorme qualidade.

Iniciou a sua carreira na Académica de Espinho, passando depois também pelo Castêlo da Maia e principalmente pelo Sporting de Espinho.

Ao serviço da Académica de Espinho, foi Campeão Nacional em 1989/90 e vencedor da Taça da FPV em 1988/89.

Com a camisola do Castêlo da Maia, venceu a Taça de Portugal em 1993/94.

Ao serviço do Sporting de Espinho, foi 9 vezes Campeão Nacional, 7 vezes vencedor da Taça de Portugal, 4 vezes vencedor da Supertaça e uma vez vencedor da Top Teams Cup (competição sob a égide da CEV).

Representou a Selecção Nacional em múltiplas ocasiões.

Como treinador, apenas orientou a equipa do Sporting de Espinho.

Em voleibol de praia, Brenha formou uma dupla terrível com Miguel Maia, tendo participado em 3 Jogos Olímpicos. Foram 4os classificados em Atlanta’96 e Sydney’00, e 9os em Atlanta’04. Venceram dois Opens de Vólei de Praia (Bélgica’98 e Rússia’99) e foram Campeões Nacionais por 8 vezes.

Para ver todas as caricaturas de João Brenha, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 18:44
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Jônatas Nascimento...

Jônatas Nascimento é um jogador de voleibol brasileiro.

Este Central representou o Vitória na época de 2007/2008, sagrando-se na altura Campeão Nacional.

Representou ainda outros clubes como a Académica de Coimbra, o Machico, o Marítimo, o Sporting de Espinho e o Volta Redonda (Brasil).

Para ver todas as caricaturas de Jônatas de Nascimento, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...

 



publicado por Miguel Salazar às 15:51
"link" do artigo | favorito

Todas as caricaturas de Miguel Maia...

Miguel Maia é um jogador de voleibol de enorme qualidade.

Iniciou a sua carreira na Académica de Espinho, passando depois também pelo Sporting de Espinho, Sporting, Esmoriz e Reima Crema (Itália). Em 2012/2013, vai cumprir a sua 18ª época com a camisola dos tigres de Espinho.

Ao serviço da Académica, foi Campeão Nacional em 1989/90 e vencedor da Taça da FPV em 1988/89.

Com a camisola do Sporting, foi 3 vezes Campeão Nacional, 1 vez vencedor da Taça de Portugal e 2 vezes vencedor da Supertaça.

Ao serviço do Sporting de Espinho, já foi 11 vezes Campeão Nacional, 7 vezes vencedor da Taça de Portugal, 4 vezes vencedor da Supertaça e uma vez vencedor da Top Teams Cup (competição sob a égide da CEV).

Defendeu a Selecção Nacional em múltiplas ocasiões.

Em voleibol de praia, Miguel Maia formou uma dupla terrível com João Brenha, tendo participado em 3 Jogos Olímpicos. Foram 4os classificados em Atlanta’96 e Sydney’00, e 9os em Atlanta’04. Venceram dois Opens de Vólei de Praia (Bélgica’98 e Rússia’99) e foram Campeões Nacionais por 8 vezes.

Para ver todas as caricaturas de Miguel Maia, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 12:26
"link" do artigo | favorito


procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

ex-Velhas Glórias Vitoria...

Hoje é dia de voltar a fa...

José Freixo (2)...

Cansados de ser campeões....

Troféu de caça...

As vindimas de Lamego já ...

o "Álbum de Caricaturas" ...

Diz que é uma espécie de ...

O inefável Roberto Reis.....

O rolo compressor...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas