Sábado, 10 de Outubro de 2015
o Ferrari, o Lamborghini e o Carocha "Ferdie"...

20151010 Carocha Ferdie.png

 

Basquetebol, pré-época 2015/2016. Na Capital do Império...

Luís Filipe Vieira - Bom dia, Carlos.

Carlos Lisboa - Bom dia, Presidente.

LFV - Então, Carlos? Este ano vamos voltar a ser Campeões Nacionais, ou não? Não quero que te falte nada... hum... hum... Tens aqui um carrinho-de-mão cheiinho de dinheiro para gastar. Compras o novo Ferrari F488 Spider de 670 cavalos, e arrasamos a concorrência... hum... hum... O que eu quero mesmo é que esta grande instituição nacional que é o Sport Lisboa e Benfica vença tudo este ano... hum... hum... Ok?

CL - Claro, Presidente!

LFV - E se precisares de mais alguma coisa... hum... hum... é só dizeres. Com o Loncovic e o Oliveira, a juntar ao Andrade e ao Mário, já ficas com uma bela cavalagem para o motor do Ferrari, mas se precisares de mais algum, já sabes, só precisas de dizer...

 

Entretanto, mais a Norte, na Cidade Invicta...

Pinto da Costa - Bom dia, Moncho.

Moncho López - ¡Hola, Presidente!

PdC - Entom, Moncho? Este ano támos a apostar fuorte no regresso à competissom. O Futebol Clube do Porto tem de ser Caumpiom, carago. Tens aqui um cesto-de-fruta cheio de euros pra gastar à Lagardère. Cuompras um Lamborghini Aventador de 700 cabalos e até os comemos, carago. Nós temos de ser Caumpiões, tás a oubir?

ML - ¡Por supuesto, Presidente!

PdC - E se precisares de mais alguma coisa, é só dizeres. Já sacamos o Silba ao carro do Fernaundo Sá, bamos tentar sacar o Fuonseca ao dos laumpiões e já temos os americanos. Ficas com uma cabalage do carago no motor do Lamborghini, mas se precisares de mais algum, já sabes, carago, só precisas de dizer, ca gente bai sacá-los uonde for preciso. Penso eu de que...

 

Ao mesmo tempo, no Berço da Nação...

Júlio Mendes - Bom dia, Hélder.

Fernando Sá - Hélder?... Eu sou o Sá, o Fernando Sá. O Hélder Freitas é o do pólo aquático...

Armando Marques, tentou aligeirar o equívoco - Pois claro... este é o Sá. E virando-se para o treinador... E então, este ano vamos conseguir vencer o Campeonato A1, ou não?

FS - "A1"? Isso é melhor perguntar ao Allan Cocato.

AM - Mas você não é o treinador do andebol?

FS - Não. Eu sou o treinador do basquetebol. O Allan é do voleibol e, que eu saiba, o Vitória nem tem andebol.

JM ficou feliz com a constatação - Não temos andebol? Mas isso é muito bom, ó Armando. Assim poupamos dinheiro. Por outro lado... (pensativo) ... são menos jogadores para vender.

AM continuou, fazendo conversa - E que tal? Acha que vamos ser Campeões?

FS - Eu acredito que sim, que vamos vencer!

Era a deixa de que JM estava à espera - E para isso, Mister, tem aqui a chave deste formidável Carocha...

FS interrompeu JM - Eu acho que preferia aquela, Presidente... (tentando alcançar a chave de BMW que AM tinha na mão)

AM quase saltou, escondendo a chave de imediato...

- Nem pense! O M3 é prós meus proteg...

JM interrompeu-o bruscamente, aflito - Pois, eu também gostaria... (lançando um olhar terrível de desaprovação a AM, fez uma pequena pausa, procurando desesperadamente uma saída) ... mas o BMW M3 saiu ao futebol. Não que nós façamos alguma diferença entre as modalidades. Para nós, são todas iguais. Sorteamos os carros, sabe? E o BMW saiu ao futebol. Caprichos da sorte. Foi ou não foi, Armando? (piscando-lhe o olho)

AM confirmou prontamente, retribuindo-lhe a piscadela de olho - Claro que sim! Completamente à sorte. Mas não fique desanimado. Este Carocha é um luxo. É em décima sétima mão, mas está como novo. Só tem 1 milhão e 650 mil km, imagine.

JM prosseguiu - Mandamos pintar-lhe o nº 53 e estas riscas no capot... parece mesmo o "Herbie" dos filmes. Até lhe pode chamar "Ferdie", se quiser.

E AM acolitou - "Ferdie" de Fernando, está a ver? É uma máquina, este carocha. 54 cavalos! E se lhe meter um ou outro sul-americano, então... ui ui!... brasileiro, argentino, colombiano...

JM ressalvou de imediato, apreensivo - Não gaste é mais do que tem...

FS - Os sul-americanos são bons é no futebol. No basquetebol são mais os norte-americanos.

JM - Ah, pois... o basquetebol. Isso é aquilo que se joga com as mãos, não é?

FS entusiasmou-se com o comentário. Afinal... - Exactamente!

AM - Sete de cada lado...

O entusiasmo de FS esfumou-se num ápice - Não... isso é o andebol.

JM, magnânime, falava agora do alto da sua sapiência - Isso também não é bem assim. No futebol também dizem que são onze de cada lado, e às vezes ouço falar em equipas que jogam com doze. E um deles nem sequer está em campo, parece que joga na bancada. É o que eu ouço dizer, enquanto vou comendo croquetes. Portanto as coisas não são bem assim "sete de cada lado" ou "onze de cada lado"... Mas isso agora também não interessa nada. Eu quero é vender. Você tem alguma coisa para eu vender, ou não?

FS estava estarrecido com a surrealidade da conversa.

E AM, impaciente, já só pensava em abreviá-la - Bem, o mais importante é que este ano já não há razão para não se ganhar a corrida. Um Volkswagen 1200 dos anos 60, não é para todos. Ainda por cima, quase novo! E se for preciso, ainda podemos...

JM interrompeu AM, aflito - Mais dinheiro é que não há...

AM continuou - ... ainda podemos ir ao Porto arranjar uma pileca ou até um potrozito que esteja a precisar de fazer exercício. O Lopetegui tem para lá muita coisa que não usa...

FS nem acreditava no que ouvia - O Lopetegui???

E JM concluiu - Claro, Mister. Ao fim e ao cabo, eles ainda nos devem alguns favores. A verdade é que lhes temos mandado muitos puro-sangue lusitanos nestes últimos tempos. Os melhores que temos tido, e quase oferecidos...

 

José Rialto



publicado por Miguel Salazar às 13:52
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 7 de Outubro de 2015
o Ferrari e o “2 Cavalos”...

 

20150805 Corrida Automóveis.jpg

 

A época passada foi assim!

Em boa verdade tem sido sempre assim, nestes últimos tempos.

luta pela conquista dos mais recentes títulos nacionais de basquetebol, faz-me recordar as provas-Raínha das velhas corridas de automóveis dos anos 70. Nos Grupos 2, 3, 4 e 5 competiam conjuntamente, como se algum dia fossem sequer comparáveis, os mais modestos Datsuns 240Z, Mini-Coopers S e até Volkswagens “carocha” 1600... com os fabulosos Lolas T292, Porsches Carrera 6, Chevrolets Camaro e DeTomasos Pantera. Eram corridas completamente assimétricas e desequilibradas.

Se o nosso basquetebol fosse uma dessas corridas de automóveis, as competições destes últimos anos poderiam muito bem ser um Grupo 2, 3, 4... e 555, onde o Vitória disporia de um velho Citroën 2 Cavalos, em 2ª ou 3ª mão, e o Benfica de um Ferrari F430 Spider, novinho em folha, que só caberia mesmo num grupo 555.

É verdade !

Uns com um Ferrari... e nós com um velhinho Citroën 2 Cavalos...

Felizmente, seja lá qual for a competição automobilística que se esteja a considerar, o valor de uma equipa nunca se limita apenas à valia dos seus carros. Quando se dispõe de equipas de mecânicos que transfiguram motores, fazendo o milagre da multiplicação dos cavalos, e de pilotos que fazem de cada milímetro de alcatrão de cada competição, uma questão de vida-ou-morte, todos os sonhos são possíveis mesmo àqueles que têm os carros mais modestos.

E é exactamente por tudo isto que, apesar de a uns lhes ser dado quase tudo e aos outros quase nada, cada vez estamos mais perto do dia em que o nosso velho Citroën 2 Cavalos, em 2ª ou 3ª mão, há-de conquistar um Campeonato àquele fabuloso Ferrari...

 

Miguel Salazar

 

(cartoon publicado no blogue Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 12:15
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (5) | favorito

Sexta-feira, 11 de Setembro de 2015
Basquetebol Corre Corre, 2ª feira às 20h30m...

20150909 Basquetebol Corre Corre.png

da esquerda para direita:

Pedro Guerreiro (Presidente da Secção), Fernando Sá (treinador da equipa masculina),

Tam Ling (treinador da equipa feminina), Ana Oliveira (atleta) e Paulo Cunha (atleta)

 

A secção de Basquetebol do Vitória vai apresentar, na próxima 2ª feira, as suas equipas séniores, masculina e feminina, para a época de 2015/2016.

Apesar de lutar contra todos os constrangimentos financeiros, que são cada vez maiores, a secção apresenta duas equipas muito fortes, que nos irão permitir lutar seguramente pelos objectivos máximos das respectivas competições...

No sentido de promover a aproximação dos seus atletas aos Vimaranenses em geral, e aos Vitorianos em particular, os seus atletas irão participar na edição do Guimarães Corre Corre da próxima semana.

A secção de Basquetebol do Vitória espera por todos nós na Plataforma das Artes, dia 14 de Setembro, pelas 20h30m, esperando também que possamos retribuir-lhes, dando o nosso apoio no Pavilhão, quando ambas as equipas realizarem os seus jogos em Guimarães...



publicado por Miguel Salazar às 16:07
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 20 de Março de 2015
CONCENTRAÇÃO, ABNEGAÇÃO, SUPERAÇÃO...

Fernando, Grande Chefe S(á)ioux

Fernando, é o nosso Grande-Chefe ioux, mas também podia ser um Grande-Chefe ache, yenne, yuse, Conche, Najo, nook, Move, rokee, wnee, ctaw, kfoot, ppewa ou até Moino, ... A verdade é que fosse qual fosse a sua tribo, seria SEMPRE um Grande-Chefe... e com um cada vez maior cocar.

O nosso Depenador de Águias e os seus Conquistadores irão ter amanhã mais um dos seus jogos preferidos. Mais um jogo de total concentração, abnegação e superação.

O Vitória-Benfica, a contar para as Meias-Finais da Taça de Portugal, é amanhã às 17 horas, em Fafe...

Rumo à Final !...



publicado por Miguel Salazar às 23:00
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 11 de Março de 2015
Fernando, Grande-Chefe S(á)ioux...

Fernando S(á)ioux

Fernando Sá já há muito tempo se tornou numa verdadeira lenda Vitoriana.

Jamais houve, ao longo dos 92 anos de história do Vitória Sport Clube, um treinador que tivesse tido tanto sucesso como Fernando Sá. Sob a sua orientação técnica, o nosso basquetebol já se sagrou Campeão e Vice-Campeão Nacional da Proliga, já conquistou um Troféu António Pratas, já venceu 2 Taças de Portugal e já foi Vice-Campeão Nacional da Liga Profissional.

Mas, para além deste invejável palmarés, Fernando Sá parece ter vindo a especializar-se num adversário muito em particular - o seu arquirrival Benfica. Nunca antes houve algum treinador, em qualquer uma das muitas modalidades do clube, que os tivesse vencido tantas vezes. Até hoje, e enquanto vitoriano, Fernando Sá já os derrotou em 8 ocasiões, incluindo os jogos em que se sagrou vencedor do Troféu António Pratas e da última Taça de Portugal. Se a estas vitórias juntarmos ainda as que conseguiu ao serviço do FCPorto, então elas ascenderão às dezenas.

Fernando Sá é assim um verdadeiro especialista na arte de bem depenar as águias. Tantas vezes já o fez que as penas que juntou até hoje, seriam mais do que suficientes para decorar frondosamente um cocar índio americano. Tivesse Fernando Sá nascido na América do Norte, e seria seguramente um Grande-Chefe S(á)ioux...

revista Mais Guimarães

 

 

José Rialto

 

Post scriptum
Como nasceu em terras Lusas, Fernando Sá tem de se contentar em ser “apenas” um enormíssimo treinador de basquetebol – seguramente o melhor que há em Portugal...
 
(cartoon publicado no blogue Depois Falamos)


publicado por Miguel Salazar às 20:16
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 3 de Abril de 2014
a Lenda do Castelão...
 

 

Segundo a lenda, vivia em Guimarães um bravo Castelão. Dom Fernando era o seu nome e era o mais temido do Reino. O mais rico e poderoso era o de Benfica, mas era Dom Fernando quem todos mais temiam.

Era lendária a inexpugnabilidade do seu Castelo de Guimarães.

Adversário que aí enfrentasse Dom Fernando, acabava decepado e empalado numa estaca, no cimo das suas muralhas. Que o digam CAB Madeira, Benfica, Galitos, Sampaense, Oliveirense, Algés, Lusitânia e Ovarense. O da Académica já tinha desertado, aterrado que estava com a certeza de que lhe iria suceder o mesmo. Todos eles viram os seus emblemas serem decepados e cravados numa estaca no topo das muralhas, para que servissem de exemplo para aqueles que ainda assim tivessem a ousadia de desafiar o Castelão de Guimarães.

 

 

 

 

 

Mas haveria de ser, supreendentemente, o mais fraco e frágil de todos os seus adversários, o da Maia, a quebrar a invencibilidade de Dom Fernando.

Segundo quem assistiu a essa batalha, o da Maia chegou a estar praticamente morto, mas faltava ainda a estocada final. Esse pormenor foi fatal para Dom Fernando. O adversário da Maia não só se conseguiu recompor, como ainda foi capaz de surpreender o Castelão. No momento em que Dom Fernando já se preparava para empalar o emblema, este sumiu-se-lhe das mãos. Os maiatos recuperaram o seu símbolo e até se deram ao desplante de roubar a própria estaca, como troféu da sua fantástica vitória no até então inexpugnável Castelo de Guimarães.

 

Reza a lenda que o episódio serviu de lição ao Castelão, que a partir daí se tornou ainda mais impiedoso. Dom Fernando nunca mais voltou a deixar-se surpreender, nem mesmo quando o adversário estava pouco menos do que moribundo...

 

José Rialto

 

(cartoon desenhado para a revista Mais Guimarães)



publicado por Miguel Salazar às 19:26
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 25 de Março de 2013
Glórias Desportivas (6) - Fernando Sá …

Fernando Manuel Ferreira Vieira de Sá nasceu no Porto, a 16 de Outubro de 1969.

Fernando Sá fez a sua formação de jogador de basquetebol na cidade do Porto, primeiro no Vasco da Gama (até aos 15 anos) e depois no FCPorto.

Como sénior, fez quase toda a sua carreira ao serviço do FCPorto, tendo-se sagrado 3 vezes Campeão Nacional (1995/96, 1996/97 e 1998/99), 3 vezes vencedor da Taça de Portugal (1990/91, 1996/97 e 1998/99) e 1 vez vencedor da Supertaça (1996/97), títulos que juntou ao de Campeão Nacional júnior que já tinha conquistado na sua juventude (1987/88).

Aos 30 anos voltou ao Vasco da Gama, onde acumulou as funções de jogador e de treinador. Passou no Gaia e acabou por terminar a sua carreira no clube que o iniciou na modalidade, acumulando de novo as duas funções de jogador e treinador.

Foi internacional português por 18 vezes (12 como júnior e 6 pela selecção A).

Até 2005/06, foi treinador do Vasco da Gama durante 4 temporadas. Logo na primeira, sagrou-se Campeão Nacional, em juniores A (1999/2000).

Veio para Guimarães em Setembro de 2006, e já como treinador do Vitória, Fernando Sá esteve na base de todos os grandes sucessos da modalidade, vencendo 2 Taças de Portugal (2007/08 e 2012/13), o Campeonato Nacional da Proliga de 2006/07,  e o Troféu António Pratas de 2009. Foi vice-Campeão da Proliga em 2007/08.

Apesar de não ser natural de Guimarães, com o seu profissionalismo, a sua maneira de estar e a sua dedicação ao clube, Fernando Sá conquistou o coração dos vitorianos, resgatando o direito de ser justamente considerado como uma Glória Desportiva... Vimaranense...

 

Fernão Rinada



publicado por Miguel Salazar às 20:13
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 22 de Março de 2013
a Arte de Bem-Depenar uma Águia...
Fernando Sá é um verdadeiro especialista na arte de bem-depenar uma águia.

Desde que chegou a Guimarães, em Setembro de 2006, já o conseguiu fazer em 6 ocasiões distintas.

Fernando Sá é seguramente o treinador vitoriano (em todas as modalidades) com mais vitórias sobre o Benfica.

Vejamos então esses registos...

 

Depenados (1)... (não foi desenhado cartoon)

28ª jornada do Campeonato da Proliga de 2007/08, em Lisboa

Benfica 69 - VitóriaSC 77

 

Depenados (2)... (ver aqui)

Final do Troféu António Pratas de 2009/10, em Coimbra

Benfica 69 - VitóriaSC 76

 

Depenados (3)... (ver aqui)

Quartos-de-Final da Taça de Portugal de 2009/10, no Entroncamento

Benfica 66 - VitóriaSC 68

 

Depenados (4)... (ver aqui)

2ª jornada da Fase Regular do III Campeonato da LPB de 2010/11, em Guimarães

VitóriaSC 76 - Benfica 71

 

Depenados (5)... (ver aqui)

Oitavos-de-Final da Taça de Portugal de 2010/11, em Lisboa

Benfica 71 - VitóriaSC 76

 

Depenados (6)... (ver aqui, aqui e aqui)

Final da Taça de Portugal de 2012/13, em Fafe

Benfica 81 - VitóriaSC 100

 

Fernão Rinada

 

 

ACTUALIZAÇÕES (posteriores a 22 de Março de 2013)

 

Depenados (7)... (ver aqui e aqui)

3ª jornada da Fase Regular do VI Campeonato da LPB de 2013/14, em Guimarães

VitóriaSC 80 - Benfica 70

 

 

Depenados (8)...

16ª jornada da Fase Regular do VII Campeonato da LPB de 2014/15, em Guimarães

VitóriaSC 77 - Benfica 69

 

 

Depenados (9)...

12ª jornada da Fase Regular do IX Campeonato da LPB de 2016/17, em Famalicão

VitóriaSC 68 - Benfica 65



publicado por Miguel Salazar às 16:37
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 21 de Março de 2013
Depenados (6)...




A propósito dos 100 pontos com que aviamos o Benfica na final da Taça de Portugal do passado Domingo, lembrei-me da enorme dificuldade que sempre senti relativamente à escrita de algumas palavras homófonas, como o são "SEM" e "CEM".

Bem sei que uma significa uma quantidade e a outra a ausência de alguma coisa. Agora, qual é qual, é que já é outra conversa.

Por exemplo, neste texto que escrevi logo após o jogo, e que de seguida poderá ler, é bem possível que possa ter dado um ou outro erro, decorrente desta minha dificuldade...

 

O Vitória acaba de esmagar o Benfica, seu adversário nesta final da Taça de Portugal de basquetebol, por SEM - oitenta e um. Foi uma vitória clara e esmagadora, CEM espinhas. Fernando Sá depenou a águia por completo, arrancando-lhe todas as SEM penas que tinha, deixando-a CEM nenhuma. Foi, CEM dúvida, uma vitória daqueles que, CEM medo e com muita humildade. empenho e força de vontade, mostraram que é bem possível ganhar a equipas milionárias, com orçamentos quase SEM vezes mais elevados. A vitória foi absolutamente esmagadora. Foram SEM, mas podiam ter sido ainda mais...

 

Espero bem não ter chegado aos SEM erros, neste texto.

Se calhar consegui. Se calhar, nem SEM palavras, ao todo, eu escrevi...

E até se pode ter dado o caso de ter conseguido escrevê-lo CEM qualquer erro.

Mas, se assim foi, só poderá ter sido mesmo por um golpe de sorte e, nesse caso, aproveito e jogo no EuroMilhões.

Com tanta sorte, quem sabe se não me poderão sair os SEM milhões?

Pelo menos fico CEM a angústia da dúvida...

Mas julgo que não vale a pena manter por mais tempo todas estas interrogações.

CEM dúvida nenhuma !

Está decidido. Vou esclarecer tudo na Wikipédia...

...

Pronto, já percebi !

Afinal, escreve-se "CEM" quando nos referimos à quantidade equivalente a dez dezenas, e "SEM" quando pretendemos referir-nos à ausência de alguma coisa.

Hummmm... Sou bem capaz de ter dado um erro ou outro.

A boa notícia é que já consegui arranjar a solução para nunca mais voltar a repetir estes erros - uma mnemónica absolutamente infalível...

Quando quiser referir-me à ausência de qualquer coisa, escrevo com um "S" de "SUBTRACÇÃO".

Por outro lado, quando quiser referir-me a uma quantidade, escrevo com um "C" de... "CAMPEÕES", mas também de "CAPOTE", "COÇA" e "CABAZADA".

Depois desta final contra o Benfica, estou convencido de que nunca mais irei esquecer esta mnemónica...

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no blogue Depois Falamos)

 

post scriptum

Este cartoon pertence a uma série que engloba todas as vitórias sobre o Benfica, na chamada "Era Fernando Sá", e que o leitor poderá visualizar noutro artigo intitulado "a Arte de Bem-Depenar uma Águia" (ver aqui). Esta é portanto a 6ª vez que o nosso treinador depena a águia...


publicado por Miguel Salazar às 08:18
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Domingo, 17 de Março de 2013
Hoje é dia de voltar a fazer História (1º episódio) ...

Fernando Sá, John Winchester, Pedro Silva, Tommie Eddie e Pedro Azevedo

Carlos Fechas, Ricardo Pinto, Pedro Tavares e Dr António Lourenço


Na Final da Taça de Portugal de 2007/2008, foram estes OS NOSSOS HERÓIS.
Na altura jogavam na Proliga e foram capazes de fazer SÓ isto…
Nos oitavos-de-final, eliminaram o 3º classificado da Liga Profissional,
nos quartos-de-final, eliminaram o Campeão Nacional da Proliga,
nas meias-finais, eliminaram o Campeão Nacional da Liga Profissional
e na final, venceram o Vice-Campeão Nacional da Liga Profissional.
Há 5 anos, Vagos, Física de Torres Vedras, Ovarense e FCPorto baquearam frente à vontade e ao querer de um equipa da Proliga, e acabaram por ajoelhar perante o Rei.
Há 5 anos atrás, os NOSSOS HERÓIS fizeram História na Taça de Portugal.

Hoje é dia de voltar a fazer História.

Hoje é O DIA ...



publicado por Miguel Salazar às 11:02
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 26 de Abril de 2011
o Caçador de Dragões...



Hoje em dia, Fernando Sá é seguramente o homem mais temido no covil do Dragão Azul.

Apesar de fragilizado por uma dupla traição, perpretada por indivíduos que não têm a mínima noção daquilo que é a honra ou a solidariedade, Fernando Sá tem sabido sempre procurar forças onde elas parecem já não existir, conseguindo encontrá-las inclusivamente no seio das suas próprias fraquezas. Fernando Sá é um homem incapaz de virar a cara à luta, nunca a dando por perdida. O seu discurso é sempre positivo, recusando-se, por uma vez que seja, a cair na tentação das lamentações ou das desculpas fáceis.

Dizem que esta sua força interior lhe pode advir do facto de ele próprio ter sangue de dragão. Bem poderá ser, mas a verdade é que não tem sido isso que o tem impedido de continuar a ser uma ameaça letal e permanente para os dragões.

No imaginário dos homens, existe um sem número de exemplos destes heróis extraordinários que conseguiram um dia vencer o dragão. São Jorge (na Lenda do Dragão e da Princesa), Sir Lancelot (na Lenda do Rei Artur), Sigurd (na Saga dos Volsungos), Thor (na Mitologia Nórdica), Apolo e Zeus (na Mitologia Grega), Baal, Marduk, Iskur e Indra (na Mitologia Oriental) ou Susanoo (na Mitologia Nipónica), todos eles conseguiram um dia vencer o seu dragão.

Conseguiram fazê-lo um dia, por uma única vez, e tornaram-se lendas...

E então, o que é que se poderá dizer de Fernando Sá, este nosso herói que de mitológico “apenas” tem a grandiosidade dos seus feitos, que é bem real e que tem sido capaz de o fazer repetidamente, derrotando o dragão tanto no seu próprio covil, como fora dele?

Independentemente daquilo que se possa dizer, e da justiça que se lhe possa fazer, a verdade é que por estes dias o cheiro a medo tresanda no covil do Dragão Azul.

É que nos próximos tempos, e pelo menos por três vezes, a besta terá de enfrentar o seu próprio destino às mãos de Fernando Sá.

Por estes dias, será escrita mais uma página desta nova Lenda do Caçador de Dragões...

 

Fernão Rinada



publicado por Miguel Salazar às 19:30
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 26 de Outubro de 2010
Esmagados...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Emílio Macedo (irritado) - Mas onde é que está efectivamente o treinador, portanto, do Benfica?

Fernando Sá - Tenha calma, Presidente...

EM - É pá, ó Fernando, deixa-me falar, faxabôr! (gritou) Tu não percebes que o gajo até é efectivamente bem capaz de ser, portanto, parente do Luís Filipe Vieira?

FS - Pois... de facto ele também é Vieira - Henrique Vieira...

EM - Aaaahh, e só agora é que efectivamente te lembras disso...

FS - Mas olhe que eu não lhe fiz nada. Juro pela sua saúde, Presidente! Não o comi, não o depenei, nem tão pouco o esfolei. Desta vez não!

EM - Mas então onde é que ele está efectivamente?

FS - Nâo sei! Nós estávamos a jogar e ele de repente desapareceu... Se calhar lembrou-se do que o Vieira lhes pediu, a propósito de os benfiquistas não acompanharem a equipa nos jogos fora. Sei lá!

EM (intrigado) - Ó Fernando, mas porque é que tu estás efectivamente sempre a bater, portanto, com a bola nesse buraco?

FS - Estou a treinar, Presidente. O domínio da bola, percebe? (disse, meio atrapalhado)

EM - Muito bem! Sim senhor!

FS - ...

EM - Portanto, queres tu dizer então que efectivamente já há muito tempo que portanto não lhe pões a vista em cima, não é verdade?

FS - Não, Presidente! Pela sua saúde. A vista, não!... (e depois, entre dentes e rindo-se baixinho) Agora, a bola tenho posto algumas vezes...

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no Depois Falamos e no Dom Afonso Henriques)




publicado por Miguel Salazar às 20:46
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 6 de Fevereiro de 2010
"There's a new kid on the block"...

Há três anos, a equipa de basquetebol do Vitória foi campeã nacional da Proliga.

Há dois, conseguiu um feito inédito ao vencer a Taça de Portugal. Nunca antes, uma equipa da Proliga lograra vencer esta competição. E, para o conseguir, o Vitória teve mesmo de ultrapassar as três equipas melhores classificadas da Liga Profissional da época anterior (Ovarense, FCPorto e Vagos).

Na época passada, a primeira na Liga Profissional, e apesar de todas as contrariedades que então sofreu, o Vitória conseguiu o acesso aos "play-off" e ficou à frente do FCPorto.

Na última pré-época, venceu o Troféu António Pratas, ultrapassando sucessivamente as equipas do FCPorto, Ovarense e Benfica.

No final da primeira volta do campeonato da Liga deste ano, o Vitória já vai em quarto lugar, a um ponto apenas do FCPorto, e a dois da Ovarense.

Não restam dúvidas, a modalidade deixou de ser uma questão a três...

"There's a new kid on the block"...

                                                                            José Rialto

Actualização, a 6 Março 2010

Desde a publicação deste artigo, há rigorosamente 1 mês, o basquetebol do Vitória voltou a confirmar tudo aquilo que de bom tem vindo a ser dito a seu respeito. Para o Campeonato da Liga, venceu o FCPorto no Caixa Dragão, e ontem eliminou o Benfica da Taça de Portugal. Começam a faltar-me palavras para elogiar o magnífico trabalho que continua a ser desenvolvido por Fernando Sá e seus pares...

Será possível que ainda restem algumas dúvidas sobre o "new kid on the block"?

Infelizmente, hoje fomos eliminados pelo FCPorto, porque ser bom, ser muito bom, não implica ser invencível. Perdemos, é verdade, mas com muita dignidade.

Parabéns a todos e, mais uma vez, muito obrigado...

 

(cartoon publicado no Fórum Basket Pt, no Vitória Sempre, e no Fórum Vitória Sempre)



publicado por Miguel Salazar às 00:37
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (6) | favorito

Terça-feira, 3 de Novembro de 2009
Depenados (2)...

Emílio MacedoÓ Fernando…

Fernando SáJá sei, Presidente. Hoje também não pôde vir ver o jogo, não foi?…

EMPois… foi… (embaraçado)

FSDeixe lá! O que interessa é que vencemos o Benfica e... GANHAMOS A TAÇA!

EM - Pois esse é que é efectivamente o problema. Portanto, nós já não tínhamos, efectivamente, conversado sobre essa história do “até os comemos”?

FSMas eu juro que desta vez não os comemos mesmo.

EMNão comeram?

FSNão! Comer não comemos. Tivemos foi de os depenar…

EMÉ pá, mas não pode ser. Portanto, o meu amigo Luís Filipe Vieira está efectivamente muito zangado connosco porque diz que efectivamente lhe fizemos mal aos passarinhos, e que portanto não foi para isso que efectivamente fizemos os protocóis.

FSProtocóis”, Presidente?!?...

EMÉ pá, já no sábado o Nuno Coelho efectivamente ia fazer a mesma asneira no voleibol. Portanto, se não fosse o árbitro a salvar a situação…

FS!!!…

EMPorque efectivamente nós não podemos andar por aí a fazer mal, portanto, aos nossos amigos…

FSNossos amigos”, os do Benfica? Só se forem seus…

EMÉ pá isso agora efectivamente não interessa nada. Portanto, o que efectivamente interessa é que de facto vocês efectivamente têm de ter a noção de que o Vitória é um clube no qual aos passarinhos efectivamente não se lhes pode fazer mal…

FSÓ Presidente, comigo é assim: se não os podemos comer, pelo menos depenámo-los… e quando não os pudermos depenar, havemos de esfolá-los…

EMMas não pode ser Fernando. Efectivamente, aos nossos amigos não podemos fazer-lhes mal... NUNCA! Porque portanto o Vitória tem de ser um clube no qual se respeita os amigos e os protocóis. Portanto o Luís Filipe até disse que efectivamente queria que lhe déssemos a Taça…

FSA Taça ?????... Isso é que era bom...

EMPois, eu já sabia! Agora, nós vamos ter de tomar decisões, que toda a gente sabe que são decisões difíceis de tomar. Portanto, para efectivamente conseguirmos fazer as pazes com o Luís Filipe, lá vamos nós ter de lhes dar efectivamente mais dois ou três jogadores de futebol… E depois o pessoal não percebe e quer Assembleias Gerais...


José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre)

 

post scriptum

Apesar de este ser o primeiro cartoon com o título "Depenados", juntei-lhe o número 2, pois esta é já a segunda vez que Fernando Sá depena uma águia, enquanto treinador do Vitória. A primeira vez ocorreu durante a época de 2007/08, à 28ª jornada do Campeonato da Proliga, quando foi vencer o Benfica a Lisboa, por 77-69...



publicado por Miguel Salazar às 23:04
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Terça-feira, 20 de Outubro de 2009
Até os comemos!...

Emílio Macedo- Então, Fernando? Tudo bem?

Fernando Sá- … Tudo, Presidente... Foi um grande jogo... uma grande vitória... sobre o FCPorto…

EM- Desculpa lá porque, efectivamente, não pude vir ao jogo.

FS - … Não tem mal... (disse, encolhendo os ombros) ... já estamos habituados…

EM - Ó Fernando, tu sabes o que é que, efectivamente, aconteceu à equipa do Porto?

FS - … Hã?...

EM - O Pinto da Costa telefonou-me, portanto, muito chateado a perguntar o que é que lhe tínhamos feito à equipa porque, efectivamente, eles ainda não tinham chegado ao Porto. Sabes o que lhe disse? Perguntei-lhe se estava com medo que os tivéssemos comido. (risos)

FS - … (embaraçado)

EM - Mas nós, efectivamente, não os comemos mesmo, pois não Fernando?

FS - ... Claro que não!... Quando eu disse… ”Até os comemos!”… estava a brincar…

EM - Ó Fernando, mas tu agoras falas com a boca cheia? O que é que estás a comer?

FS - … Eu?... É uma iguaria que o Nuno (Santos)… me aconselhou…

EM - Qual Nuno? O do Xico Andebol?

FS - … Hum… sim… o treinador deles…

EM - E que tal, é bom?

FS - … Sim… e não… tem um sabor esquisito… é agri-doce… ao mesmo tempo… sabe bem… e mal… mas é muito duro de roer…

EM - Está bem, está bem… Então, não preciso de ficar preocupado, pois não? Portanto, posso ligar ao Pinto da Costa a dizer-lhe que, efectivamente, está tudo bem? É que, efectivamente, o Vitória é um clube no qual não quer piorar as relações com o Porto.

FS - … Claro, Presidente… está tudo bem… esteja descansado…

EM - Então está bem! Olha, depois não te esqueças de lavares os dentes porque, efectivamente, tens aí um bocado de carne atravessada…

 

José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre e no Humorgrafe)



publicado por Miguel Salazar às 23:14
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (9) | favorito

Sábado, 30 de Maio de 2009
De pés e mãos amarrados...

 

 

 

Época aziaga, esta que agora termina, em que a sorte esteve sempre de costas voltadas para o Vitória.
E se isso é verdade para o voleibol, é-o ainda mais para o futebol, mas nada que se compare com a tormenta pela qual passou o basquetebol.
As adversidades foram tantas, que é difícil compreender como foi possível conseguir sobreviver.
Foram lesões e doenças graves, problemas disciplinares internos e castigos federativos, erros de arbitragem, enfim, de tudo aconteceu à nossa equipa de basquetebol.
Amarrados de pés e mãos, o grupo foi respondendo, reagindo e nunca virando a cara à luta, fazendo os ajustes necessários (aqueles que se impunham), apesar do muito dolorosos que alguns possam ter sido (e foram-no certamente).
Pois bem, apesar de todos estes infortúnios, a verdade é que se libertaram de todas essas amarras e atingiram o objectivo que se tinha traçado no início, que eram os oitavos de final da Liga Profissional.
Conseguiram, inclusivamente, chegar à frente do FCPorto, o que não deixa de ser a todos os títulos surpreendente, se considerarmos a diferença de orçamentos entre os dois clubes.
E, nos oitavos de final, ainda foi possível ouvir o treinador dizer “podem chamar-me maluco, mas nós queremos ser campeões”.
Poderia Fernando Sá lamentar-se, como outros o fizeram, da sua malapata e das adversidades, podia lamber as feridas, mas não, preferiu erguer-se e lutar, e libertar-se daquelas amarras que todos os dias voltavam para lhe tolher os movimentos.
Foi bom, foi muito bom, ouvir Fernando Sá, não a enganar-nos quanto à valia da equipa, não a recordar-nos uma e outra vez as conquistas da Taça de Portugal no ano passado, ou da Proliga no ano anterior, mas apenas a ter sempre um discurso positivo, que mostrava querer sempre mais e melhor.
Para o Vitória, eu não quero narcisistas, nem saudosistas, nem megalómanos, nem mentirosos, nem tão pouco Calimeros
O que eu quero é treinadores como Fernando Sá, porque é de homens como ele que o Vitória precisa.
E não é o seu portismo assumido que irá turvar o meu sentido crítico. Aquilo que eu realmente valorizo em Fernando Sá é a sua competência, o seu profissionalismo e a sua frontalidade.
Por tudo isto, pela raça e pela força de vontade que sempre mostrou, parabéns e muito obrigado, a ele, mas também à restante equipa técnica, aos responsáveis pela secção e a todos aqueles jogadores que o ajudaram nesta época tremenda, mas apenas àqueles que fizeram por merecer o nosso reconhecimento…
 
                                                                                    José Rialto

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre)



publicado por Miguel Salazar às 16:37
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Domingo, 15 de Junho de 2008
Vencedores Taça Portugal Basquetebol 2007/2008...

contexto histórico

A equipa de Basquetebol do Vitória, actual campeã nacional da Proliga, sagrou-se vencedora da Taça de Portugal, ao derrotar o FCPorto na final, e após ter ultrapassado o Vagos e a Ovarense.

Trata-se de um marco histórico, pois foi a primeira vez que uma equipa da Proliga conseguiu vencer a Taça, feito ainda mais valorizado pelo facto de ter logrado derrotar os três primeiros classificados da Liga Profissional desta época.

Glória aos Campeões!

Em cima, da esquerda para a direita: Fernando Sá, John Winchester, Pedro Silva, Tommie Eddie e Pedro Azevedo. Em baixo, pela mesma ordem: Carlos Fechas, Ricardo Pinto, Pedro Tavares e António Lourenço.

(cartoon publicado nos blogues Paixão Vitoriana e no BigSlam)



publicado por Miguel Salazar às 02:16
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quarta-feira, 7 de Maio de 2008
Afundanço para as meias-finais...

 

 

 

contexto histórico

O Vitória garantiu a passagem às meias-finais da Proliga, ao vencer a equipa do Esgueira.

Agora, Fernando Sá irá encontrar a Académica de Coimbra, para discutir o acesso à final, e aí tentar a revalidação do título nacional.

(cartoon publicado no Paixão Vitoriana, no Jornal Vitória e no Fórum Basket PT)



publicado por Miguel Salazar às 16:08
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Segunda-feira, 2 de Janeiro de 1978
as Visitas dos Caricaturados...

 

 

 

 

 

 

 

 

Foram muitos os caricaturados que quiseram "enfrentar" os seus próprios bonecos em plena Exposição, na Casa da Memória.

Estes são os registos fotográficos de algumas dessas visitas...


 

 

Allan Cocato

treinador e antigo jogador de Voleibol do VitóriaSC


 

Aníbal Rocha

antigo Director das Modalidades Amadoras do VitóriaSC

 


 

António Xavier

antigo Presidente da Assembleia-Geral do VitóriaSC

antigo jogador de Hóquei em Patins do VitóriaSC

 

 

Carvalho

antigo jogador de Futebol do VitóriaSC



Douglas de Jesus

jogador de Futebol do VitóriaSC

 

 

Fernando Sá

treinador de Basquetebol do VitóriaSC

 

 

Hélder Freitas

jogador de Pólo Aquático do VitóriaSC

 

 

Neno

Relações Públicas do VitóriaSC

antigo jogador de futebol do VitóriaSC

 

 

Paulo Araújo

Presidente da Federação Portuguesa de Artes Marciais Chinesas

 

 

Pedro Ribeiro

antigo jogador de Pólo Aquático do VitóriaSC

 

 

Rui Silva

antigo jogador de Andebol do Xico d' Holanda

 

 

Tito

antigo jogador de Futebol do VitóriaSC


e ainda outros acerca dos quais, por um motivo ou outro, não se fizeram registos fotográficos

 

António Lourenço

Director da Secção de Basquetebol do VitóriaSC


Carlos Ribeiro

jornalista da Rádio Fundação

antigo comentador do programa "HORA D", do Canal Guimarães

 

Luís Cirilo

antigo vice-Presidente do VitóriaSC

antigo comentador do programa "A BOLA É REDONDA", do Porto Canal


Nuno Santos

antigo treinador de Andebol do Xico d' Holanda


Ricardo Gonçalves

Director Comercial e Marketing do VitóriaSC

antigo comentador do programa "HORA D", do Canal Guimarães

 

Vítor Paneira

antigo jogador de Futebol do VitóriaSC




publicado por Miguel Salazar às 00:22
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Domingo, 1 de Janeiro de 1978
Capítulo 4 - GLÓRIAS DESPORTIVAS VIMARANENSES...



publicado por Miguel Salazar às 17:04
"link" do artigo | o seu comentário | favorito


procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

o Ferrari, o Lamborghini ...

o Ferrari e o “2 Cavalos”...

Basquetebol Corre Corre, ...

CONCENTRAÇÃO, ABNEGAÇÃO, ...

Fernando, Grande-Chefe S(...

a Lenda do Castelão...

Glórias Desportivas (6) -...

a Arte de Bem-Depenar uma...

Depenados (6)...

Hoje é dia de voltar a fa...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas