Sexta-feira, 2 de Agosto de 2013
Glórias Desportivas (16) - Pedro Mendes ...

Pedro Miguel da Silva Mendes nasceu em Guimarães, a 26 de Fevereiro de 1979.

Pedro Mendes fez a sua formação no Vitória e estreou-se como profissional no Felgueiras, na época de 1998/99.

Na época seguinte regressou ao Vitória onde se manteve até 2003.

Ao serviço do Vitória, Pedro Mendes realizou 82 jogos, e marcou 7 golos.

A caricatura representa Pedro Mendes na última época ao serviço do Vitória (2002/03).

Na época de 2003/04 transferiu-se para o FCPorto, clube ao serviço do qual conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira, o Campeonato Nacional e a Liga dos Campeões.

Em 2004/05 emigrou para Inglaterra, para representar o Tottenham Hotspur durante dois anos, e o Portsmouth, durante outros dois.

Ao serviço do Portsmouth, venceu uma FA Cup, tendo marcado indelevelmente o coração de todos nós, quando celebrou esta conquista com o cachecol do Vitória ao pescoço.

Os dois anos seguintes passou-os na Escócia, ao serviço do Glasgow Rangers, vencendo duas vezes a Scottish Premier League.

Em Janeiro de 2010, Pedro Mendes regressou a Portugal, para ingressar no Sporting.

Terminou a sua carreira em 2011/12, no clube do seu coração - o Vitória Sport Clube.

Foi internacional, com a camisola da Selecção Nacional, em 12 ocasiões.

Pedro Mendes é Embaixador da Cidade Europeia do Desporto, Guimarães'2013...

 

Fernão Rinada



publicado por Miguel Salazar às 20:13
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012
Aplicação prática do Teorema de Macedo da Silva...

A matemática é de facto uma disciplina terrível.

Publiquei este problema ontem às 19h25m (pode revê-lo aqui) e, em 24 horas, nem uma resposta com a solução.

Em assim sendo, outra saída não me resta do que ser eu próprio a apresentá-la.

Comecemos então por relembrar o Teorema de Macedo da Silva em si... 

   
O contrato de Molina tem então a duração de 4,5 anos e quanto ao seu Curriculum vitae, tinha sido avaliado em 40%, não é verdade? Então aí vai...

   

Pois é, meus caros amigos, o nosso amigo Milo deve estar a querer vender o hotel.

Só pode ! A verdade é que os tempos estão maus para todos.

O problema é que para conseguir arranjar um comprador para um imóvel com tantas assoalhadas, teria de encontrar um jogador com um Curriculum vitae sobre o fraquinho, para não ter de lhe oferecer um contrato com uma duração vitalícia.

Mesmo assim, foram necessários 4 anos e meio de contrato.

Ficam os meus amigos intrigados com o “e meio”?

Mas a resposta é elementar, meus caros Watsons. Se fosse apenas de 4 anos, e pela aplicação do teorema, apenas se obtinha um T40, o que seria manifestamente insuficiente para os 44 quartos, 3 suites sénior e mais algumas assoalhadas do Villa Hotel.

Só mesmo os 4 anos e meio seriam suficientes para as necessidades do nosso bendito Presidente…

 

José Rialto

 

Como curiosidade, quer conhecer o resultado de outras aplicações deste teorema?

TonyCv de 50% (pela experiência no estrangeiro) – 1,5 anos contrato – dá 4,5 – T4+1

El AdouaCv de 80% (internacional marroquino) – 2 anos contrato – T5

Pedro MendesCv de 100% (não tem mais nada a provar) – 2 anos contrato – T4

Maurício SaucedoCv de 50% (sempre é internacional boliviano) – 1 ano contrato – T2

SoudaniCv de 85% (internacional e melhor marcador argelino) – 3 anos contrato – T6 e T4+1

Nuno AssisCv de 100% (não tem mais nada a provar) – 2 anos contrato – T4



publicado por Miguel Salazar às 19:25
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Quinta-feira, 7 de Julho de 2011
na Primeira Página (10)...

A notícia do possível regresso de Fernando Meira e de Pedro Mendes, tem sido motivo de grande euforia no seio da massa associativa vitoriana.

Essa euforia será ainda maior se a esses regressos se juntar o de Nuno Assis.

As "cerejas no topo do bolo" são os regressos dos "filhos pródigos", e são o tema em destaque da edição desta semana do Desportivo de Guimarães...

 



publicado por Miguel Salazar às 10:31
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2011
Velhas Glórias Vitorianas (3) - Pedro Mendes …

Pedro Miguel da Silva Mendes, nasceu em Guimarães, a 26 de Fevereiro de 1979.

Pedro Mendes fez a sua formação no Vitória e estreou-se como profissional no Felgueiras, na época de 1998/99.

Na época seguinte regressou ao Vitória onde se manteve até 2003.

Ao serviço do Vitória, Pedro Mendes realizou 82 jogos, e marcou 7 golos.

A caricatura representa Pedro Mendes na última época ao serviço do Vitória (2002/03).

Na época de 2003/04 transferiu-se para o FCPorto, clube ao serviço do qual conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira, o Campeonato Nacional e a Liga dos Campeões.

Em 2004/05 emigrou para Inglaterra, para representar o Tottenham Hotspur durante dois anos, e o Portsmouth, durante outros dois.

Ao serviço do Portsmouth, venceu uma FA Cup, tendo marcado indelevelmente o coração de todos nós, quando celebrou esta conquista com o cachecol do Vitória ao pescoço.

Os dois anos seguintes passou-os na Escócia, ao serviço do Glasgow Rangers, vencendo, pelas duas vezes, a Scottish Premier League.

Em Janeiro de 2010, Pedro Mendes regressou a Portugal, para ingressar no Sporting, clube que actualmente representa.

Já foi internacional, com a camisola da Selecção Nacional, em 5 ocasiões.

Pedro Mendes será seguramente um dos maiores sucessos das escolas de formação do Vitória.

 

O “alter ego“ de Pedro Mendes é outra das Velhas Glórias do blogue D. Afonso Henriques. Pedro Mendes estreou-se a escrever no blogue no dia 22 de Outubro de 2004, apenas 3 dias após a sua criação…

 

Fernão Rinada


(referências biográficas e fotográficas utilizadas: blogue Glórias do Passado e livro "86 ANOS DE HISTÓRIA DO VITÓRIA SPORT CLUBE", de Custódio Garcia)

(caricatura publicada no Dom Afonso Henriques e no Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 22:09
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (4) | favorito

Quarta-feira, 26 de Maio de 2010
Orgulho vitoriano...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pedro Mendes é um grande vitoriano, tão vitoriano quanto qualquer um de nós.

Pedro Mendes será um digno representante da cidade de Guimarães, da formação do clube, e de todos os vitorianos.

Tê-lo a representar a selecção Nacional, no Campeonato do Mundo da África do Sul, será um orgulho para todos nós, mas será também uma enorme honra para todos os portugueses, por poderem contar com um profissional absolutamente exemplar, um enormíssimo jogador, e ainda por cima… português.

Assim Carlos Queirós lhe dê a titularidade que ele tanto merece.

Felicidades para o campeonato, Pedro. O seu sucesso será a nossa felicidade…

 

José Rialto

 

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre e no Depois Falamos)



publicado por Miguel Salazar às 20:24
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (8) | favorito

Terça-feira, 26 de Maio de 2009
Pedro Mendes, the Portuguese Highlander...

Pedro Mendes é o exemplo vivo e acabado da coabitação perfeita entre o profissionalismo e a assunção de se ser adepto de um clube diverso daquele que se representa.

Sempre se assumiu como Vitoriano, mas nunca o fez com alarde, e sempre foi suficientemente inteligente para saber escolher, com muito bom senso, as alturas em que o deveria (e poderia) fazer.

Foi assim que aconteceu no dia em que venceu a Taça de Inglaterra pelo Portsmouth, quando não teve receio de celebrar essa vitória com um cachecol do Vitória ao pescoço. E ninguém lhe levou a mal, nem os dirigentes nem os fervorosos adeptos Pompey, como de resto pudemos constatar quando convivemos com eles mais de perto, no início desta época.

Pedro Mendes saiu do Vitória sem mácula, do mesmo modo que o fez no momento da saída do FCPorto, do Tottenham e mais recentemente do Portsmouth.

Jogador de eleição, que só autismo dos seleccionadores tem mantido afastado da nossa selecção, profissional irrepreensível, deixa saudades por onde passa.

Pois bem, Pedro Mendes acaba de escrever mais uma página de ouro no seu álbum pessoal, com a conquista do título de Campeão Nacional Escocês, pelo Glasgow Rangers.

É assim, este Vitoriano dos sete costados, que impressiona pela sua qualidade, pelo seu profissionalismo, pela sua humildade, e que um dia todos nós gostaríamos de ver regressar a casa…

                                                                                      José Rialto

 

(cartoon publicado no sítio da Associação Vitória Sempre, Depois FalamosHumorgrafeVitoriano, Dom Afonso Henriques)

 



publicado por Miguel Salazar às 20:32
"link" do artigo | o seu comentário | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 1 de Janeiro de 1978
Capítulo 5 - VELHAS GLÓRIAS VITORIANAS...



publicado por Miguel Salazar às 17:05
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Capítulo 2 - PRIMEIRAS PÁGINAS...



publicado por Miguel Salazar às 17:02
"link" do artigo | o seu comentário | favorito


procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

Glórias Desportivas (16) ...

Aplicação prática do Teor...

na Primeira Página (10).....

Velhas Glórias Vitorianas...

Orgulho vitoriano...

Pedro Mendes, the Portugu...

Capítulo 5 - VELHAS GLÓRI...

Capítulo 2 - PRIMEIRAS PÁ...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas