Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014
o Berço da Nação...

Com a chegada de Júlio Mendes ao Vitória, o clube passou finalmente a apostar na “prata da casa”.

A criação da equipa B deu resultados quase imediatos, não tanto na sua própria competição, mas essencialmente pela forma como foi sendo capaz de suprir as necessidades da equipa principal. E fê-lo de tal forma que conseguiu mesmo ajudá-la a conquistar o seu primeiro grande título nacional. Mas não foi apenas nos resultados desportivos que se registaram os nossos sucessos. Os melhores negócios dos últimos 2 anos têm sido fruto desta aposta na equipa B e também na formação. Ricardo Pereira, Tiago Rodrigues, Amidó Baldé e Paulo Oliveira são os maiores exemplos disso mesmo.

Mas voltando aos sucessos desportivos, na época passada conseguimos o título de Campeão Nacional de juvenis e fizemos regressar a equipa B à Segunda Liga. Este ano, mais de metade da equipa principal é oriunda da equipa B, tal como o são algumas das maiores revelações de todo o Campeonato.

Não podem restar quaisquer dúvidas. Todas as evidências apontam para o facto de ser este realmente o caminho.

 

 

Os próprios atletas da formação dos nossos adversários já começam a ver em nós, o único caminho que em Portugal os pode levar ao sucesso. Só por isso eles começam a preferir o Vitória aos clubes nacionais com maiores tradições. A verdade é que nos últimos anos assistimos a um movimento inusitado de atletas (de topo) dos escalões de formação de Sporting, FCPorto e Benfica, a trocar os seus clubes pelo nosso. Esta inversão no fluxo de talentos é um facto que seria impensável há uns anos atrás, mas que hoje constitui um sinal inequívoco que não podemos nem devemos desvalorizar.

O caminho é de facto a aposta na formação e na equipa B, e espero que os dias melhores que hão-de vir com o regresso da estabilidade económica, não tragam também consigo o regresso à velha e gasta estratégia do investimento massivo no mercado estrangeiro, em atletas de valia mais do que duvidosa. E se assim for, então ficará claro que o caminho escolhido pela Direcção de Júlio Mendes foi uma decisão intencional e deliberada, e não apenas uma solução de recurso para conseguir enfrentar o caos em que outros (ainda) impunemente nos lançaram.

A estratégia terá de manter-se assim, firme e decidida, para que o Vitória cumpra finalmente o seu destino de fazer jus ao epíteto da cidade. Tal como Guimarães sempre foi, o Vitória começa agora também a ser, e com toda a propriedade... o Berço da Nação...

 

José Rialto



publicado por Miguel Salazar às 19:00
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014
Tomané, o ROBIN lusitano...

Robin é um Super-Herói da DC Comics, criado por Bob Kane e desenhado por Bill Finger, e que surgiu pela primeira vez em 1940.

Nas ruas de Gotham City, a Lei e a Ordem eram defendidas por dois Super-Heróis que formavam o Duo Fantástico (Fantastic Duo) – Batman e Robin. Este Duo Fantástico não era detentor de quaisquer super-poderes, mas ambos tinham a perícia dos atletas de eleição. Dick Grayson (a verdadeira identidade de Robin) era inclusivamente um acrobata. A essas qualidades, juntavam ainda a enorme variedade de armas que Lucius Fox inventava para eles.

Robin era o Boy Wonder (Rapaz Maravilha), fiel parceiro de Batman, sempre disponível para o ajudar na missão de defesa da cidade.

Tomané tem as suas semelhanças com Robin, o Rapaz Maravilha...

Tomané é também um atleta de eleição, tal como o era Robin. Juntamente com Paulo Oliveira, Josué e João Amorim, eles têm sido os quatro representantes habituais do Vitória nas selecções nacionais jovens. Apesar de João Amorim também já ter conseguido reclamar o seu lugar na equipa principal vitoriana, a verdade é que Tomané e Paulo Oliveira são os dois que mais se têm destacado, assinando exibições que vão ficando na retina de quem os vê jogar. Juntamente com André André, estes vitorianos são claramente os três mais fortes candidatos a entrar rapidamente para os planos que Paulo Bento tem para a “nossa” selecção principal.

E pronto, é esta a história do mais recente Super-Herói plagiado pelo Miguel Salazar e por mim próprio.

A história de Tomané, o ROBIN lusitano...

 

José Rialto

 

FONTE DE PESQUISA:

Robin (comics), from Wikipedia

 

(para ver Super-Heróis e Super-Vilões, lusitanos, luso-brasileiros e estrangeiros, carregar aqui)



publicado por Miguel Salazar às 20:48
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

Sábado, 7 de Janeiro de 1978
Todas as caricaturas de Tomané...

António Manuel Fernandes Mendes nasceu em Fafe, no dia 23 de Outubro de 1992.

Tomané iniciou a sua formação no Boavista e terminou-a no Vitória.

Como sénior, Tomané teve sempre contrato com o Vitória, mas esteve emprestado ao Limianos na época de 2011/12.

Na época seguinte jogou na equipa B do Vitória, e em 2013/14 conquistou o seu lugar na equipa principal.

Em Janeiro de 2016, foi cedido aos alemães do MSV Duisburg.

Foi internacional português pelas camadas jovens de sub-18, sub-19 e sub-21.

Para ver todas as caricaturas de Tomané, seleccione o seu nome no final da linha de "tags" deste artigo...



publicado por Miguel Salazar às 19:57
"link" do artigo | favorito


procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

o Berço da Nação...

Tomané, o ROBIN lusitano....

Todas as caricaturas de T...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas