Quarta-feira, 4 de Abril de 2018
As Cláusulas e a Tatuagem...

20180404 Júlio Mendes.png 

Entusiasmado pela conversa da transparência que tinha andado a vender aos sócios não havia ainda muito tempo, Júlio Mendes perdera a cabeça e falava agora, pela 2ª vez em menos de 1 ano, às rádios locais. Era uma entrevista simultânea à Fundador e à São Teotónio. Tinha achado piada a esta coisa das entrevistas conjuntas.

Carlos Riacho – Presidente, pode explicar-nos por que motivo usa um emblema de...

Júlio Mendes nem o deixou terminar a pergunta...

JM – Evoco a Cláusula da Confidencialidade !  Lamento, Carlos, mas não posso responder à sua pergunta. Está a ver esta tatuagem ?  É como se fosse uma mordaça. Não posso falar.

Surpreendido pela interrupção e estupefacto com a argumentação, retorquiu...

CR – Confidencialidade ?  Sobre um emblema ?  Não acha um pouco exagerado ?

JM – Pois, se calhar deixei-me entusiasmar. Sabe, é uma coisa instintiva. Ficou-me da campanha.

Pedro Empenho – Quer então responder à pergunta ?

JM – Queria... mas não posso. Evoco a Cláusula... a Cláusula... deixe-me lá pensar... a Cláusula SOS !

PE – A Cláusula SOS ?  Mas que cláusula é essa ?

JM – É a cláusula que existe na minha imaginação e que eu posso evocar sempre que me sinto apertado com uma pergunta. Assim uma espécie de botão de pânico, está a ver ?

CR – Mas se eu nem cheguei a fazê-la... A pergunta é: por que razão usa o senhor um emblema de associado do Vitória de 25 anos, quando toda a gente sabe que apenas entrou para sócio para ser Vice-Presidente de Emílio Macedo da Silva, há pouco mais de 10 ?

JM – Ai era só isso ?  Pensei que era uma armadilha. Nesse caso, evoco a Cláusula... deixe ver... da Transparência !

CR e PE estavam já num estado de total desespero...

PE – Cláusula da Transparência ?!?!

Júlio Mendes assumiu uma postura majestática, quase imperial....

JM – Sim, é a cláusula que me dá o direito de responder, na defesa da minha honra e da do clube de que orgulhosamente eu sou o Presidente, ou Vice-Presidente, desde que sou sócio. JM já parecia Júlio César a dirigir-se ao Senado de Roma – Sim, porque eu sou... o Povo... a Bancada.

CR – E em relação ao emblema...

JM saiu então bruscamente daquele estado de quase-transe, descendo à Terra...

JM – Ah sim. Isso é muito simples. Não é um emblema de 25 anos. É um emblema de dois anos e meio, e esses já os tenho há muito tempo. Eu próprio mandei lá pôr uma vírgula... muito pequenina. Agora, se vocês não a conseguem ver, a culpa não é minha. Se tiverem aí uma lupa, tiramos já as dúvidas. Eu não ando aqui para enganar ninguém...



publicado por Miguel Salazar às 20:12
"link" do artigo | o seu comentário | favorito

procurar cartoons
procurar por nome/palavra
 
desenhos mais recentes

As Cláusulas e a Tatuagem...

ÚLTIMA HORA (4)...

A "Guerra das Comissões" ...

ÚLTIMA HORA (3)...

A "Guerra das Comissões" ...

ÚLTIMA HORA (2)...

ÚLTIMA HORA (1)...

A "Guerra das Comissões" ...

A "Guerra das Comissões" ...

A "Guerra das Comissões" ...

arquivo de desenhos
tudo sobre
tudo sobre
para explorar o blogue
acerca de nós
visitas nas últimas 24h

visitas acumuladas

páginas visualizadas